A 25ª edição do Safratec 2017 foi realizada de quarta a sexta-feira pela Cocamar Cooperativa Agroindustrial em sua Unidade de Difusão de Tecnologias (UDT) em Floresta. O evento recebeu cerca de cinco mil visitantes, entre produtores, técnicos, autoridades, lideranças e expositores paranaenses e de outros Estados.

O Safratec marcou a abertura oficial da Colheita de Soja 2016/17 na região. Foi a primeira vez que o evento teve a presença de maquinários em exposição e também em atividades dinâmicas. A UDT, com área de aproximadamente 500 mil metros quadrados, apresentou trabalhos técnicos em diferentes áreas, como manejo de solo, desempenho de cultivares de soja e híbridos de milho, o espaço da pecuária com programas inovadores, entre os quais a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF). Cerca de 50 estandes de empresas e instituições parceiras da cooperativa divulgaram produtos e serviços. Uma pista de test-drive para carros e utilitários também foi montada.

A iniciativa é uma "universidade a céu aberto", onde produtores têm acesso a novos conhecimentos e tecnologias e a oportunidade de tirarem suas dúvidas dialogando diretamente com especialistas. A proposta central do Safratec é contribuir para o aumento da produtividade das lavouras. Em relação à soja, carro-chefe do agronegócio brasileiro e regional, a meta é atingir, nos próximos anos, um patamar de produtividade de 100 sacas por hectare.

Negócios

Demonstrando o otimismo dos produtores em relação a safra de soja 2016/17, o Safratec foi, também, uma plataforma para a realização de negócios com maquinários. No espaço, o cooperado Nelson Trivilin Júnior, de São Carlos do Ivaí, se animou a adquirir um trator. "A gente precisa de equipamentos mais modernos e entendeu que a oportunidade é essa", disse.

Participe e comente