20% mas podendo chegar a 50% em algumas regiões do País, a variação dos preços de hortaliças como cenoura e cebola, nas centrais de abastecimento brasileiras, em abril. Um indicativo de que tais produtos podem sofrer aumentos nas próximas semanas nos supermercados. A análise consta no 5º Boletim Hortigranjeiro, divulgado ontem pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

NOVAÇÃO Ao visitar a Expoingá, o secretário de Estado da Agricultura e do Abastecimento, George Hiraiwa, comentou que pretende incentivar projetos voltados a inovação no campo, com especial ênfase ao trabalho realizado por startups.

CRIATIVIDADE "Há uma meninada buscando soluções criativas, como aplicativos para diferentes fins, em atividades agropecuárias, e que temos que aproveitar isso", disse o secretário. Uma dessas statups mais envolvidas com o agro é a FarmGo, de Maringá, comandada por Ricardo Matiello.

QUANDO NÃO É UM... Depois do longo período de seca, que causou forte quebra na produção de grãos da Argentina, o problema agora tem sido as chuvas.

...É OUTRO Nos últimos dias, a trégua das chuvas serviu para que a colheita de soja fosse reativada na província de Córdoba. Contudo, os resultados foram piores do que o esperado.

COMPLICOU Segundo relatos de produtores, houve muitas ocorrências de grãos brotados ou com danos de qualidade por conta da umidade, com alta presença de fungos, o que representa mais uma complicação em um ano no qual já foram perdidas 20 milhões de toneladas de soja por conta da seca no verão.

VEM ÁGUA AÍ A propósito, o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) está indicando a chegada de chuvas mais intensas a partir de sexta-feira nas regiões produtoras da região Sul do Brasil.

NO SUL A partir de sexta-feira as chuvas deverão voltar com maior intensidade e melhores volumes para a região Sul.

TOMARA No sábado, de acordo com o Inmet, a frente fria ganha força e as chuvas podem ser mais volumosas em Santa Catarina e também no Paraná.

JÁ FOI Muito bem vindas, as chuvas estão chegando um pouco tarde para os produtores de milho de segunda safra, na avaliação de especialistas. A expectativa ainda não oficial é de perdas acentuadas na produtividade da lavoura, em várias regiões do Paraná.

SECO "Abril foi um mês atípico", comenta o produtor de soja e milho, Jorge Pedro Frare, de Doutor Camargo, a 30 quilômetros de Maringá. Há 21 anos consecutivos, ele anota num caderno os volumes de precipitações registrados a cada dia dos meses em pluviômetros (coletores de água da chuva) distribuídos por sua propriedade.

NADA De acordo com as anotações de Frare, abril foi zero em chuvas, algo inédito para o mês desde quando ele começou a fazer o acompanhamento.

JOGANDO DURO Sem dinheiro em caixa, o governo determinou que os bancos públicos não renegociem dívidas de produtores rurais, beneficiados pela aprovação no Congresso de uma lei que lhes concede descontos no saldo devedor.

FÉRIAS A Brasil Foods (BRF), maior produtora de frango do mundo, deu férias coletivas para 2,3 mil funcionários, a partir da última segunda-feira, na unidade de Rio Verde, na região sudoeste de Goiás.

VETO A medida foi anunciada após decisão da União Europeia de proibir 12 frigoríficos da empresa de exportar para aquela região.

EM MARINGÁ Por falar no setor da avicultura, que é importante pilar do agronegócio paranaense, Maringá vai sediar em julho a 9ª edição do Encontro Técnico Avícola. Será de 24 a 26 de julho no Vivaro Centro de Eventos, com a expectativa de reunir 800 participantes.

REFIS A possibilidade de renegociação desses débitos, incluindo parcelas não vencidas, foi incluída na Lei 13.606, que criou o Refis do Funrural – uma espécie de contribuição previdenciária dos produtores rurais.

RENEGOCIAR A lei foi aprovada com uma série de artigos que permitiram a renegociação também de dívidas com bancos públicos, sem relação com o Funrural. Em abril, o Congresso derrubou todos os vetos feitos pelo presidente Temer, com apoio até mesmo de lideranças da base governista.

JUROS O Banco Central americano, o FED, mantém, por ora, a taxa básica de juros inalterada nos Estados Unidos, mas indica que ao longo do ano ela vai continuar a subir.

COMO FUNCIONA Esse movimento de alta da taxa de juros nos Estados Unidos, que vem acontecendo desde o ano passado, vem fazendo com que gradualmente investidores de renda fixa de todo o mundo retirem o dinheiro de seus investimentos e o levem para lá. Isso ocorre porque com a alta na taxa de juros, a renda de investimentos em dólares no país aumenta.

DÓLAR SOBE O resultado é que a procura por dólar no mercado cresce e, por consequência, o preço do dólar sobe. Isso está acontecendo em todo o mundo e em relação a todas as moedas, mas países emergentes como o Brasil sentem mais esse processo.

PERDA De um ano para cá, o real se desvalorizou e o dólar subiu quase 9%.
Mas a moeda brasileira não é a que mais sofreu: na Argentina, a valorização
do dólar foi de 33%.

VAI JUNTO Para quem produz commodities como soja, milho e trigo, cujas cotações são atreladas às variações da moeda norte-americana, essa se reflete no reajuste do preço dos
seus produtos.


Participe e comente