O Museu Itinerante do Videogame está de volta à Exposição Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá), depois do sucesso do ano passado. O museu conta com mais de 300 consoles e jogos, desde a sua criação, que completa 46 anos. Estão expostos Telejogos, Ataris, Nintendinho, Master System, Mega Drive e Super Nintendo, até os mais recentes modelos, como PlayStation 4, Xbox One e Wii U.

Este é o primeiro museu do gênero no país. Ele foi criado pelo jornalista Cleidson Lima, a partir de sua coleção de games. Quando a casa já não tinha espaço para guardar tantos jogos, ele e a esposa resolveram organizar as peças e expô-las.

Além de conhecer a história dos videogames, as pessoas podem experimentar jogos antigos e recentes. Esse passeio pela história fascinou os visitantes da Expoingá em 2017 e o museu foi o lugar mais visitado da feira. "Achamos que valeria a pena trazê-lo de volta, porque as pessoas gostaram muito", comenta Maria Iraclézia de Araújo, presidente da Sociedade Rural de Maringá (SRM).

O proprietário também comenta o sucesso. "Vimos que o povo em Maringá é muito tecnológico. A cidade tem a tecnologia na veia e estamos prontos para receber um público ainda maior este ano", relata Lima. Conforme ele, os visitantes ainda podem contar com atrações como concursos de Just Dance, que é imitação dos movimentos dos dançarinos virtuais, e os cosplay, aqueles que usam fantasias de seus personagens preferidos.

Uma das novidades deste ano é a decoração do museu: grafites representam a linha do tempo do videogame. Há também imagens de ícones como Pac-Man, Donkey Kong, Sonic, lutadores da franquia Street-Fighter e Mortal Kombat dão um tom futurista e tecnológico ao ambiente. ///VR


Museu conta com mais de 300 consoles e jogos— DIVULGAÇÃO/SRM


Participe e comente