A variedade é marca da praça de alimentação da feira agropecuária maringaense. São diversas barracas, estandes de lanchonetes e restaurantes por todo o Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro, que vão desde lanches, pastéis, batata frita, salgados a refeições completas. Dos tradicionais crepes, churros, algodão-doce e maçã do amor, aos doces caseiros, cocadas e frutas com cobertura de chocolate.

Cristina Soares Prado e o marido Manoel Celso Prado, que comercializam pastéis, salgados e sucos, estão otimistas com o rendimento de seu comércio. O casal é de Ourinhos (SP) e percorre várias feiras pelo país. Assim como eles, o proprietário do Madeira Grill e Giardino Eventos, em Maringá, Marcelo Serafim, volta a ocupar o espaço da Casa do Criador "Joaquim Romero Fontes", com cortes de carnes nobres de Angus, Red Angus e Wagyu. Próximo ao acesso do Camarote da Brahma, o empresário tem um ponto de venda de hambúrgueres gourmet, preparados com carne de avestruz, cordeiro e Wagyu. "Nosso cardápio é tentador e estamos confiantes", diz.

Já os proprietários da Panificadora Docela decidiram investir em uma estrutura própria no recinto de exposição, com mini-salgados e mini-churros no copo.

Já no Centro de Eventos, o carrinho de cachorro-quente de Leandro Damasceno Fróes chama a atenção de quem circula pelo Museu do Videogame, com sanduíches que seguem o padrão norte-americano.

Caminhões-restaurantes

Os restaurantes móveis, chamados de food trucks, estão presentes. Mayara Colonhesi, do Boi da Cara Preta, espera lucrar mais, devido a sua popularidade com a recente participação do reality show Brasil Churrasco na Brasa, transmitido pelo Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). "Foi uma experiência incrível e projetou o nome da empresa para o país", relata.

A expectativa de Fábio Augusto Dízio Seko, do Habanero, é faturar 20% a mais em relação ao movimento registrado no ano passado. De 2015 para 2016, ele declara ter dobrado as vendas. A novidade são os lanches com hambúrgueres mais baratos.

11 mil lanches
Instalado em uma área de 740 metros quadrados, em frente à Barraca Universitária, o estande do Meu Chef Lanches está preparado para servir 11 mil sanduíches durante os 12 dias do evento. Em termos de faturamento, Michel Matos que, ao lado do irmão Maikon, fundou a empresa em 2012, projeta um resultado 15% superior ao registrado no ano passado, o que seria o melhor desempenho entre as quatro participações consecutivas na feira. ///VR


Gastronomia rica para todos os gostos: lanchonetes, restaurantes, praça de alimentação reforçam a variedade na feira. —EDU CORRÊA/SRM


Participe e comente