Eleições 2018
A festa do sufrágio universal já está a todo vapor nos bastidores políticos do país. O Brasil passa por um momento singular em sua história política, social e econômica; e bem ou mal, o voto, mesmo dentro dessa "democracia" suspeita, pois é determinada pelo capital e pelos políticos descomprometidos com as reais questões de nossa população, mesmo assim, temos que acreditar, que podemos por meio do voto democrático, eleger políticos sérios, éticos e capazes de implementar uma grande frente (pluripartidária), capaz de alavancar esse gigante País e recolocar as questões sociais e de inclusão social nas prioridades das pautas e demandas políticas mais urgentes de nosso País e de nossa população. Brasileiras e brasileiros de todos os cantos, vamos realmente fazer a diferença nessas eleições e banir os políticos corruptos e malfeitores! Vamos renovar a cara da política do Brasil. A tua omissão é a pior opressão! "TSE prevê convocar 2 milhões de mesários".
Newdemar Souza, via Facebook

Promessas não cumpridas
Temos visto em matérias publicadas pelo O Diário - que tem sido um exemplo implacável de fiscalização da administração Ulisses/Scabora - várias matérias mostrando a falta de transparência da atual administração comparando com o que foi prometido na campanha - para ganhar eleição - e o que não tem sido feito na realidade. Na questão da reestruturação administrativa, a chapa Ulisses/Scabora prometeu na campanha a substituição da prioridade política e partidária pela ênfase no bem-estar e na cidadania, garantindo que a gestão se concentraria apenas na coletividade. Não é isso que vimos em mais de 1 ano e meio. Prometeu que ética e transparência seriam diretrizes de governo, critérios obrigatórios na escolha e atuação dos gestores. Não é isso que vimos em mais de 1 ano e meio. Prometeu uma gestão pública focada em resultados: as metas devem ser cumpridas, com processos bem geridos e objetivos, visando rapidez na execução e economia dos recursos públicos. Não é isso que vimos em mais de 1 ano e meio. Implantação de subprefeituras, para auxiliar no atendimento aos bairros. Não é isso que vimos em mais de 1 ano e meio. Prometeu que o espaço de trabalho dos secretários seria aberto, com visibilidade e transparência, e a agenda dos gestores pública e divulgada pela Assessoria de Comunicação. Nada até agora. A inovação e transparência ficaram apenas na promessa. Mais uma vez o eleitor maringaense foi iludido.
José Marcos Baddini

Acidente com morte 1
Quando a pessoa entra num veículo ela precisa se conscientizar que é indispensável toda a atenção do mundo, dizer que estava escuro, ou chovendo, ou neblina, são desculpas para tentar diminuir a culpa. Entrou no carro foco e atenção absolutos. Muitas mortes seriam evitadas se todos dirigissem com total atenção, fatalidades acontecem mas não foi o caso! "Suspeito da morte de técnica de enfermagem se apresenta à polícia".
Juliana Dinardi, via facebook

Acidente com morte 2
Geralmente a pimenta arde nos outros, não é mesmo? Agora o causador do acidente vai responder em liberdade. Que exemplo de professor!
Maria Aparecida Chagas, via facebook
Lula
Para a soltura de Lula, o PT sempre organizou tudo. Aproveitando o bom momento deste juiz federal (TRF-4), senhor Rogério Favreto. Simpático ao partido, onde fez o possível e o impossível para a libertação e não conseguiu, pergunto: com juízes e tantos advogados trabalhando incansavelmente para tirar da cadeia um senhor que se diz inocente e defensor dos pobres, aonde se esconde a verdade? Condenado por Sérgio Moro (primeira instância), João Pedro Gebran Neto (TRF-4), STF e Supremo Tribunal de Justiça, volto a perguntar: para onde fugiu a verdade da inocência dessa história? Isso, a maioria dos brasileiros gostaria de ouvir do Partido dos Trabalhadores. com sua sabedoria em justiça, Gleisi Hoffmann disse em recorrer a tribunais internacionais argumentando que em nossa justiça não existe um plano B para a soltura de condenados. Pois bem, quantos e quantos senhora Hoffmann estão esperando por um plano como este? Aposto que Fernandinho Beira Mar seja um desses como tantos outros.
Manoel Bibiano dos Santos


Participe e comente