O Copel Telecom Maringá não conseguiu reverter a situação complicada em que se meteu na Superliga Masculina de Vôlei. Na noite desta quarta-feira (9), o time visitou o Canoas, no Ginásio La Salle, em Canoas-RS, e perdeu por 3 sets a 0 (parciais de 25/18, 25/11 e 25/20).

Com o placar, a equipe maringaense encerrou a primeira fase da competição em 11º lugar, com 21 pontos, e terá que disputar um torneio de repescagem para tentar se manter na divisão de elite da modalidade na temporada 2016/2017.

Os comandados do técnico argentino Horacio Dileo entraram em quadra precisando vencer por 3 sets 0, somando assim 75 pontos, e com a obrigação de perder, no máximo, 43. Dessa forma, a equipe empataria com o Canoas - que começou a rodada em 10º lugar - na pontuação e levaria vantagem nos critérios de desempate, trocando de posição com o time gaúcho. Entretanto, a derrota logo no set inicial do duelo, anulou qualquer possibilidade de reabilitação.

 

Fernando Potrick/Gama
Maringá fechou a participação na Superliga em 11º lugar e vai disputar repescagem

 

Igual ao Copel Telecom, o Juiz de Fora-MG, que terminou a etapa classificatória na lanterna, na 12ª colocação, também terá a repescagem pela frente. De acordo com a assessoria de imprensa da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) somente poderão ser informadas quantas e quais equipes vão participar dessa “seletiva” após o encerramento das da Superliga “A” e B, portanto, depois de 14 de abril.

A tendência, porém, é que o campeão da Superliga B tenha a vaga garantida na primeira divisão, enquanto os dois últimos colocados da Superliga A terão que disputar um torneio de repescagem com times convidados pela CBV para assegurar um lugar no principal campeonato nacional.


Participe e comente