Na rodada final da competição, em Canoas-RS, diante do 10º colocado, time maringaense precisa de triunfo por 3 a 0 no próximo sábado
Missão é quase impossível, mas técnico acredita num 'milagre'

A derrota para o Taubaté-SP por 3 sets a 1 (25/23, 17/25, 22/25 e 20/25), sábado, no Ginásio de Esportes Chico Neto, acabou com as pretensões do Copel Telecom Maringá de chegar aos playoffs da Superliga Masculina de Vôlei e, mais do que isso, deixou o time em situação delicada na competição.

Na 11ª colocação, com 21 pontos, a equipe maringaense terá que operar um pequeno "milagre" amanhã, fora de casa, a partir das 20h, contra o Canoas-RS - que está em 10º lugar, com 24 pontos - se quiser se manter na Divisão de elite do esporte sem depender da disputa do torneio de repescagem.

Para o time maringaense, resta derrotar o Canoas por 3 sets a 0 e, ainda, marcar durante a partida75 pontos e sofrer no máximo 43. Somente dessa forma a equipe empataria com a gaúcha na pontuação e trocaria com ela de posição na classificação final, graças aos critérios de desempate, se livrando da "zona da repescagem".

O técnico do Copel Telecom, Horacio Dileo, reconhece que a missão é complexa, porém, ele mantém o discurso de confiança. "O time acredita nessa possibilidade e está pronto para mais essa batalha. Foi uma temporada muito difícil, com muitos problemas, mas a equipe é formada por pessoas comprometidas que nunca usaram essas questões como muletas, justificativas ou desculpas. Nós acreditamos que podemos fazer isso. Sempre que tivermos vida, teremos esperança", disse.

Entenda
De acordo com o regulamento da Superliga, os dois piores times na etapa classificatória após turno e returno participarão de uma repescagem que definirá os que jogarão a divisão principal da temporada 2016/2017 e os que cairão para a Superliga B.

Segundo a assessoria de imprensa do Copel Telecom, os detalhes da repescagem estão sendo definidos pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV). Mas o certo é que o campeão da Superliga B terá vaga garantida na primeira divisão da próxima temporada e que os dois últimos colocados da Primeira Divisão da atual edição da competição precisarão passar pelo torneio de repescagem (que terá, também, times convidados pela CBV) para tentar a permanência na elite. /// Com assessoria


QUEDA. Diante da torcida, no Chico Neto, maringaenses caíram contra o Taubaté e ficaram sem possibilidade de vaga na segunda fase da Superliga. —FOTO: JOÃO PAULO SANTOS/ARTPRESS


Participe e comente