O escritor mexicano Sergio Pitol morreu ontem, por conta de complicações na afasia progressiva. O intelectual morreu em Xalapa, Veracruz, onde vivia, de acordo com informações do jornal "El Heraldo" de México.

O ficcionista e diplomata sofria de uma afasia progressiva, doença crônica do sistema nervoso diagnosticada em 2009. Sergio Pitol havia completado 85 anos em março.Em 2005, o escritor levou o Prêmio Cervantes, o mais importante da literatura em língua espanhola.Elogiado por nomes como Enrique Vila-Matas, Roberto Bolaño e Antonio Tabucchi, ele era pouco conhecido no Brasil. "Vida Conjugal" (romance, 2009) foi publicado pela Companhia das Letras, e "O Desfile do Amor" (romance, 2000) saiu pela editora Mandarim. /// AE


Participe e comente