Em uma emocionante e bem-humorada palestra sobre família, Marcos Piangers, autor do livro "O Papai é Pop" - o mais vendido sobre paternidade no Brasil e publicado em Portugal, Espanha, Estados Unidos e

Inglaterra, esteve em Maringá, nesta terça-feira, 7. O jornalista e palestrante, tem quase dois milhões de seguidores. Ele falou sobre o assunto em evento promovido pela A.Yoshii Engenharia. A conversa foi sobre os erros e acertos dos pais modernos e os desafios para criar filhos felizes e preparados para o mundo.

Piangers acredita que as gerações anteriores viveram períodos de escassez, o pai vivia trabalhando e era pouco carinhoso, e por força da cultura escondia as emoções. "Hoje temos mais acesso à informação e podemos expressar nossos sentimentos, e isto não significa que somos fracos", diz.

O maior acerto, segundo ele, é não repetir os erros do passado, como subestimar a participação do pai. "As pesquisas científicas comprovam que um pai presente, influencia a formação de uma criança. O pai moderno deve assumir seu papel de criador e cuidador e sua posição dentro do ambiente familiar. Os maiores acertos da nossa geração são a expressão amorosa, o afeto, o carinho e o cuidado." E ao mesmo tempo saber impor limites, acrescenta.

O desafio de criar filhos mais felizes pode sofrer com o impacto tecnológico e a obsessão por trabalho e o apego exagerado aos bens de consumo. "Os vídeos games estão afastando os jovens do esporte, é preciso equilibrar a vida profissional e familiar, dedicar tempo e paciência aos filhos, os pais modernos podem ensinar o respeito às pessoas, como aceitar as frustrações e mesmo assim fazer o filho entender que é amado.

Em um de seus vídeos na internet, Piangers fala que o pai que abandona uma mulher grávida perde a chance de ser mais feliz. "Perde a chance de acordar ao lado da coisa mais fofa da sua vida, que em palavras eu não poderia explicar, perderia beijos e abraços no fim de um dia, de jantares e de momentos alegres. Talvez o seu filho se torne uma pessoa ainda melhor que você, que ajude a construir uma geração ainda melhor. Capaz de lhe dar um senso de realização que vai além do trabalho. O pai que abandona um filho perderia, sim, a chance de ser mais feliz."

O Papai é Pop
AÇÃO. Marcos Piangers, durante palestra na A.Yoshii, em Maringá . — LUIS C. KRIEWALL FILHO


Participe e comente