Arie Halpern: as 10 universidades de onde saíram os mais bem-sucedidos criadores de startups

/

Estamos acostumados a ver avaliações de universidades pelo volume e pela qualidade da produção científica. Uma consultoria inglesa, a Sage, resolveu utilizar outro termo de comparação. Cruzou a lista de universidades com a lista dos mais bem-sucedidos empreendedores dos últimos 12 anos, aqueles que fundaram “startups” que depois se tornariam “unicórnios”. Para quem não está familiarizado com o dialeto do setor de tecnologia, startups são empresas-embriões e unicórnios são startups que cresceram e passaram a valer acima de 1 bilhão de dólares.

Quem encabeça a lista é a universidade de Stanford, de onde saíram 51 criadores de unicórnios. Entre eles, Peter Tiel, que fundou o maior sistema de transferências online de dinheiro, o PayPal. Detalhe curioso é que Tiel, diferentemente da maioria, graduou-se em Filosofia -- e também em Direito. Em segundo lugar, ficou a Universidade de Harvard com 37 felizardos. Uma de suas estrelas é Jeff Hammberbacher, que se formou em Matemática e cuja criação, a Cloudera, tornou-se uma das maiores fornecedoras globais de sistemas de análise e processamento de dados em nuvem. Da Universidade da Califórnia saíram 25 outros, dentre eles um dos criadores da GoPro – Nick Wootman, que se formou em Artes Visuais.

A Índia franqueou o seu Indian Institute of Technology em 4º lugar, com 25 criadores de startups bilionárias. Dois deles, os engenheiros Bhavish Aggarwal e Ankit Bhati criaram o Ola Cab, rival do Uber na Índia que lidera o serviço no mercado indiano. Do MIT - Massachussetts Institute of Technology, com um diploma de Ciências da Computação, saiu Drew Houston, criador do Dropbox, serviço de armazenamento e compartilhamento de arquivos que está em 11º lugar na lista de unicórnios da revista “Fortuna”. A Universidade de Tel Aviv figura em 8º lugar na lista da consultoria Sage, por ter incubado 7 fundadores de startups que entraram para o clube do bilhão de dólares. Quatro deles seguiram juntos para o mesmo negócio – Dror Comay, Oded Comay, Ori Naishtein, Hezy Yeshurun – e criaram a ForeScout Technologies que oferece serviços de segurança no acesso a redes.

O levantamento da Sage indica que dois terços dos unicórnios foram criados por dois ou mais sócios -- um terço foi obra de um empreendedor solitário. Além disso, em 60% dos casos, a startup foi a primeira e a única companhia que eles criaram. A nota dissonante é que o clube de fundadores de unicórnios é predominantemente masculino -- as mulheres representam apenas 6% dos seus fundadores. Sinal de que mesmo na vanguarda da economia há muita disruptura ainda por acontecer.

As 10 escolas que mais graduaram fundadores de startups do clube do bilhão de dólares

1º Stanford University 51
2º Harvard University 37
3º University of California 18
4º Indian Institute of Technology 12
5º Massachusetts Institute of Technology 9
6º University of Pennsylvania 9
7º University of Oxford 8
8º Tel Aviv University 7
9º Cornell University 6
10º University of Southern California 6