O teste de usabilidade para e-commerce é uma forma de avaliação de produtos baseado no envolvimento direto dos usuários e clientes da sua loja. Diferentemente dos demais métodos de avaliação, os quais envolvem a opinião de especialistas em design de interação, o teste de usabilidade deixa a última palavra às pessoas que, por meio do uso real do produto, identificarão os problemas da interface.

No entanto, um e-commerce não pode simplesmente ser submetido a um teste de usabilidade qualquer ou a meras análises de métricas. Um teste bem aplicado pode identificar problemas que, quando resolvidos, aumentarão significativamente as taxas de conversão.


Foi pensando nisso que a Profit-e desenvolveu uma metodologia própria de realizar testes de usabilidade por meio do Lean Research, como forma de analisar a interação do público com os sites. Conheça a técnica!

O que é Lean Research e como ele é feito?

Muitas empresas, incluindo e-commerces, no que se refere a testes de usabilidade, simplesmente fazem pesquisas comuns ou entrevistam seus clientes sem um planejamento adequado e específico para os seus objetivos.

O Lean Research surgiu após a tentativa de fazer testes de usabilidade com focus group. Esses testes demoravam muito tempo e tinham um custo mais alto. Então, essa metodologia começou a ser aplicada utilizando ferramentas que permitem a realização dos testes de forma remota e a obtenção de resultados mais rápidos.

O processo funciona como um teste de usabilidade específico, em que é possível realizar testes de attention spam, pop up spam, entre outros, para entender o que mais chama a atenção do usuário em determinada página, ainda sendo possível analisar o comportamento das pessoas, o entendimento, e receber feedback de todo o desempenho da usabilidade.

Além disso, o Lean Research permite acompanhar em tempo real a navegação do usuário dentro de uma interface. Isto é, você consegue visualizar exatamente o que esse usuário está fazendo e, assim, consegue compreender seu comportamento. Por exemplo: se ele, em algum momento, hesita diante de uma ação, como ele se porta ao se deparar com um possível gargalo do site, entre outros.

A estratégia não só permite a diminuição de custos, como também do tempo de espera pelo resultado de um teste de usabilidade. Hoje, é possível ter o resultado de uma pesquisa em duas, três semanas. Antes, era preciso esperar até quatro meses.

Para ser realizado o método do Lean Research, recrutam-se usuários ativos que estão na base do cliente. Se for necessário, os participantes também podem ser pessoas que não têm contato com a marca. Dessa forma, é feito um convite, no próprio site, para que a pessoa participe da pesquisa. Ou ainda é feito um recrutamento ativo para analisar perfis específicos.

Como o Lean Research pode aumentar a conversão?

A maioria dos testes tradicionais pode ser pouco eficiente por estarem sujeitos a diversos erros, por exemplo:

-Guiar o usuário por meio do processo;

-Recrutar os participantes errados;

-Esquecer-se de realizar um teste piloto;

-Não ter um plano de análise pós-teste;

-Falha em manter os testes após as alterações.

A consequência disso é que, além de se mostrarem pouco confiáveis, esses testes de usabilidade acabam não demonstrando exatamente o que deve ser aperfeiçoado em um e-commerce de forma que otimize sua principal métrica: a taxa de conversão.

A grande vantagem do Lean Research como teste de usabilidade é que, por estar num ambiente próprio, e não em uma sala com outros participantes, o usuário se sente mais à vontade.

Não há pressão e nem a sensação de estar participando de um teste, mas sim como se ele estivesse navegando normalmente em seu próprio computador. Isso ajuda a evitar que alguns erros típicos aconteçam, como o fato de algumas pessoas mentirem durante o teste ou mesmo na fase de recrutamento.

O mais importante em relação ao Lean Research é o ganho no tempo e no custo. Além disso, você consegue ter uma percepção de consumidores reais no lugar de consumidores simulados, lidando diretamente com um cliente da marca. Isso permite uma aproximação do consumidor, ao ver que aquela marca tem um relacionamento diferente com ele.

O Lean Research acaba se tornando um teste de usabilidade focado na conversão, pois ajuda a transformar o consumidor em promotor da sua marca, facilitando o processo de fidelização, o último e almejado estágio da jornada do consumidor.

Case de sucesso no aumento das conversões com o Lean Research

A Profit-e aplicou o teste de usabilidade em e-commerces de seus clientes utilizando o processo do Lean Research. O resultado foi um aumento das taxas de conversão nas lojas.

Um case bem-sucedido foi aplicado na loja Honeybe, um e-commerce focado na venda por atacado e varejo (no chamado “atacarejo”) de vestuário fitness. Foi notada uma baixa conversão via mobile, o que motivou uma pesquisa aprofundada para encontrar os motivos.

A primeira etapa envolveu analisar o comportamento dos usuários do mobile, gravando vídeos das barreiras que eles estavam enfrentando e em que parte eles se perdiam, para assim poder encontrar uma possível solução.

Foram realizadas alterações nos textos e na descrição de alguns produtos. A fase de pesquisa durou aproximadamente uma semana. Em dois meses, foi percebido um aumento de 38% na taxa de conversão da loja.

Clique no link abaixo para continuar a ler a matéria e descobrir como planejar um teste de usabilidade eficiente para seu e-commerce:

http://www.profite.com.br/blog/lean-research-teste-de-usabilidade/

Participe e comente