Cada dia mais, produtos de consumo vem rapidamente se modificando, carros, celulares, televisores, vestuário/moda. E os produtos para casa como decoração ou utilidades domésticas seguem estes mesmos caminhos. Produtos com design diferenciado e cores que acompanham as tendências. Há algum tempo vem se notando uma maior inserção de produtos que se diferenciam devido a sua matéria-prima, sua composição mais sustentável e produção racional, voltando suas ações ao cuidado com o meio ambiente.

São os chamados produtos verdes, que podem ser reconhecidos, devido à soma ou à alguns desses fatores a seguir: produtos que fazem uso de fontes renováveis na cadeia produtiva, que não utilizam matéria-prima tóxica, que reutilizam ou reciclam seu descarte, que usam recursos locais evitando longas distâncias para o fornecimento de algum componente, que geram emprego e renda para a população local, entre outros. Fonte: http://www.pensamentoverde.com.br/

Em um estudo feito pela FSC® (Forest Stewardship Council), organização independente, não governamental e sem fins lucrativos, criada para promover o manejo florestal responsável ao redor do mundo, identificou que 60% das pessoas possuem disponibilidade para pagar mais por um produto verde e que ainda acreditam que suas escolham podem sim, fazer a diferença para o futuro do planeta. Outro fato relevante apontado, foi que brasileiros, sul-africanos e indianos estão entre os mais preocupados com os cuidados com o meio ambiente. Em suma, esta pesquisa relevou também que apesar do índice de intenção ser alto, ainda existe uma linha tênue entre o “querer e o realizar” dos consumidores. Talvez pelo preço ou pela escassez de informações que os produtos carregam. Fonte: http://www.pensamentoverde.com.br/

Em meio a isto, empresas do ramo de utilidades para a casa têm apostado em encantar o consumidor, sendo mais sustentável e ainda tendo um preço justo e acessível, podemos citar a fabricante de utilidades domésticas genuinamente Paranaense EVO PRODUTOS SUSTENTÁVEIS. São produtos para o lar, com aspecto rústico e que transmitem resistência. São fabricados em WPC (Wood Plastic Composite) um composto produzido pela própria empresa e que une 55% madeira de reflorestamento ao plástico, eliminando boa parte da matéria prima de origem fóssil e aproveitando-se da madeira, matéria-prima renovável. https://www.linhaevo.com.br/

Participe e comente