O ministro da Secretaria de Governo, Antonio Imbassahy, disse nesta quarta-feira, 13, que a reunião entre o presidente Michel Temer, ministros e parlamentares da base aliada no período da manhã teve apenas como objetivo compartilhar os bons resultados da economia. "Hoje foi mais no sentido de compartilhar esses dados e mostrar o agrupamento da base do presidente", disse o ministro, ao chegar em evento da Câmara dos Deputados para a venda da folha de pagamentos dos servidores.

Imbassahy desconversou sobre o julgamento desta tarde no Supremo Tribunal Federal (STF), que vai votar a ação da defesa do presidente Temer que pede a suspeição do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, na condução de processos contra Temer, e insistiu que o tema da reunião pela manhã, no Palácio da Alvorada, foi estritamente econômico.

Segundo o ministro, os dados positivos da economia estimulam o governo a avançar mais, em especial, na agenda da reforma da Previdência. "Vamos fazer o que tem que ser feito", declarou.

O ministro lamentou que a primeira denúncia apresentada contra o presidente Michel Temer tenha sido "uma intercorrência que atrapalhou a agenda do governo no Congresso". Ele, no entanto, não quis comentar uma eventual segunda denúncia contra Temer.

Participe e comente