São Paulo, 13/10/2017 - O índice de sentimento do consumidor dos Estados Unidos avançou a 101,1 na preliminar de outubro na pesquisa da Universidade de Michigan, de 95,1 em setembro (dado revisado, de 95,3 antes calculado). Analistas ouvidos pelo Wall Street Journal previam 95,3. Com isso, a leitura atingiu a máxima desde o início de 2004. Segundo os responsáveis pela pesquisa, o dado de outubro indica um maior otimismo sobre o futuro da economia, embora para eles também seja um reflexo de que as perspectiva econômicas poderiam estar ainda melhores.

O índice das condições econômicas atuais subiu de 111,7 em setembro para 116,4 na preliminar de outubro, enquanto o de expectativas dos consumidores avançou de 84,4 para 91,3.

A pesquisa mostra que os consumidores dos EUA preveem baixo desemprego, inflação fraca e pequenas elevações nas taxas de juros. Além disso, projetam ganhos modestos em sua renda ao longo do próximo ano.


Participe e comente