A proposta de aumentar a licença-maternidade de 120 para 180 dias foi aprovada no Senado e agora segue para a Câmara dos Deputados. Trata-se do projeto de Lei 72/2017, com texto de autoria da senadora Rose de Freitas (MDB-ES).

Essa licença-maternidade mais ampliada já é prática em muitas empresas públicas e privadas, mas se aprovado também na Câmara, o benefício é estendido a todas as mulheres da iniciativa privada. O texto prevê ainda a liberação do pai do trabalho nos dias de exames e consultas durante a gravidez.

O relator do projeto, deputado Paulo Paim (PT-RS), destacou que, além de ter respaldo científico, o aumento da licença maternidade é melhor para o País do ponto de vista econômico. Isso porque dados da Sociedade Brasileira de Pediatria mostram que bebês que ficam seis meses ao lado da mãe têm reduzidos riscos de contrair pneumonia, desenvolver anemia ou sofrer com crises de diarreia.

Senhas

Alguns serviços do Meu INSS precisam de senha e login para acesso. Para fazer o cadastro, é preciso CPF, nome completo, data de nascimento, nome da mãe e Estado onde nasceu. Algumas perguntas são realizadas para conferir a identidade do usuário. Ao respondê-las corretamente será gerado um código de acesso provisório para que o cidadão possa acessar o site meu.inss.gov.br.

Com o código em mãos, o segurado deve fazer login e senha. Logo em seguida, aparecerá a mensagem "senha expirada" para que ele crie sua própria senha, que deve ser: alfanumérica, ter 9 dígitos, conter um caractere especial (#@$%!*-/+.), ter pelo menos uma letra maiúscula e outra minúscula. Em caso de dúvidas, basta ligar no 135.

A senha de acesso à Central de Serviços Meu INSS também poderá ser conseguida diretamente no banco. O serviço de Internet Banking do Itaú e do Banco Mercantil já oferecem a possibilidade aos seus clientes, por meio do menu 'Previdência'. A perspectiva é a de que em breve, outras instituições bancárias passem também a oferecer o serviço pelos seus canais remotos, como a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.

O Meu INSS é uma ferramenta criada para facilitar a vida dos segurados. Acessível por meio de computador ou celular, ele permite fazer, por exemplo, agendamentos e realizar consultas de dados. O segurado acessa e acompanha todas as informações da sua vida de trabalho, incluindo contribuições previdenciárias realizadas, nome e identificação de empregadores e períodos trabalhados.


MAIS TEMPO. Proposta que amplia licença de mães para seis meses foi aprovada no Senado


Participe e comente