A recomendação da prática regular de atividades físicas é praticamente obrigatória para a prevenção de muitas doenças. De acordo com a diretora do Departamento de Educação Física da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp), Camila Jordão, um dos fatores para manter um coração longevo é continuar ativo, praticando exercícios regularmente.

Doenças cardiovasculares são a principal causa de mortes no Brasil. A Socesp estima que ocorram 720 paradas cardíacas no Brasil todos os dias. Em média, há uma morte a cada minuto e meio.

“A atividade física de modo geral, em todas as faixas etárias, contribui para prevenir doenças do coração e também é auxiliar no tratamento. Porém, antes de iniciar qualquer tipo de exercício, é necessário procurar um médico para avaliar as possíveis limitações de ordem ortopédica e cardíaca, de modo que a prática seja segura”, explica Camila.
A especialista salienta que os exercícios também podem evitar outros problemas que afetam o coração, como a hipertensão, que, segundo o Ministério da Saúde, atinge 24,3% da população adulta no Brasil. “Nesse caso, a atividade física aeróbica, como a caminhada, é capaz de promover uma hipotensão pós-exercício (valores de pressão mais baixo), que perdura por algumas horas. Ou seja, se a atividade for realizada diariamente, o indivíduo terá uma pressão arterial menor, diminuindo assim a sobrecarga pressórica no coração”, explica Camila.

Por onde começar

Os exercícios aeróbicos são os mais indicados para combater as doenças do coração, ou seja, atividades que envolvem grandes grupos musculares, realizada de maneira rítmica, contínua e por um longo período de tempo. Para iniciar, é recomendada a caminhada diária, que deve ser realizada moderadamente, com duração entre 30 e 40 minutos. Entretanto, antes de iniciar qualquer tipo de esporte, em especial na terceira idade, a especialista ressalta que o indivíduo deve procurar um médico para realizar um check-up cardiológico, possibilitando que a prática seja eficaz e segura.

Participe e comente