Todo mundo sabe que consumir uma alta quantidade de sódio não faz bem para a saúde. Mas o que acontece se comer muito sal ainda é algo que as pessoas precisam entender. A informação que a maioria da população possui é a de que esse mineral eleva a pressão arterial e isso é prejudicial ao organismo. Contudo, será somente por esse motivo que a recomendação de consumir apenas duas gramas de sódio por dia existe?

Na verdade, não. Há outras razões pelas quais é preciso respeitar essa orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Uma delas é o fato de o sal colaborar para a retenção de líquidos no corpo. Além disso, ele promove a vasoconstrição de veias e artérias, o que contribui para a predisposição ao desenvolvimento de doenças cardíacas e renais.

Hipertensão e insuficiência cardíaca e renal são algumas das condições relacionadas ao uso de sódio em excesso. Quem já teve de tratar alguma delas deve reduzir, ainda mais, a quantidade de sal na alimentação.

Há como reconhecer o que acontece se comer muito sal

Para identificar o que acontece se comer muito sal, basta prestar atenção aos sinais do corpo: inchaço nas pernas, mãos e tornozelos, falta de ar, dores ao caminhar, pressão alta e retenção urinária.

Um cardiologista deve ser consultado caso a pessoa apresente esses sintomas. A assistência médica é indispensável para detectar a causa de qualquer alteração no organismo. Doenças como a hipertensão, por exemplo, podem se desenvolver silenciosamente e só serem descobertas quando o caso já for grave. Por isso, existe a recomendação de realizar um check-up cardiológico periodicamente.

Sob a orientação de um médico cardiologista, pode ser mais fácil passar a ingerir a quantidade ideal de sódio por dia. O sal deve ser usado, apenas, para dar sabor à comida. Para isso, uma quantia pequena pode ser utilizada.

Pães, queijos embutidos e enlatados são alimentos que, geralmente, contêm alto teor de sódio, motivo pelo qual é recomendado retirá-los das refeições. Mesmo os doces industrializados podem exceder os níveis indicados. Manter o saleiro na mesa onde se come é outra atitude contraindicada no combate ao consumo exagerado do mineral.

O que faz bem ao corpo é incluir alimentos naturais na dieta. Hortaliças, frutas e carnes magras são bem-vindas no prato. Opções não faltam. E se as escolhidas forem banana, uva, melancia, laranja e cebola, há um ganho a mais: elas possuem propriedades capazes de eliminar o sódio excedente do organismo.



Website: http://www.unicardio.com.br

Participe e comente