A última reunião do Conselho Mundial da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) oficializou o calendário da temporada 2018 da Fórmula 1 e também debateu os problemas de segurança ocorridos recentemente no GP do Brasil, em Interlagos, que, ainda assim, está confirmado para o próximo campeonato.

O GP do Brasil está agendado em 2018 para 11 de novembro, sendo a penúltima prova do campeonato. Mas questões de segurança envolvendo a prova paulistana foram levantadas no encontro da FIA após alguns incidentes ocorridos no mês passado.

Integrantes da equipe Mercedes, do campeão mundial Lewis Hamilton, foram vítimas de um assalto à mão armada em uma van quando saíam do Autódromo de Interlagos. Posteriormente, o porta-voz da FIA, Matteo Bonciani, confirmou que estava em um carro blindado que foi abordado por assaltantes armados na saída do circuito, mas acabou conseguindo escapar.

Diante desses incidentes, a FIA propôs uma série de novas medidas de segurança para o GP do Brasil de 2018. A FIA recomendou que o promotor da prova, responsável pela segurança do evento, "mantenha um especialista de segurança independente para avaliar e aconselhar sobre planos de segurança, implemente um centro de relatórios policiais no circuito e melhore a comunicação global entre a segurança dos organizadores, a polícia e as partes interessadas da F-1".

O calendário de 21 provas apresenta uma alteração envolvendo as corridas do Bahrein e da China, disputadas na primeira parte do campeonato. Dessa vez, o GP do Bahrein, no circuito de Sakhir, será realizado antes, em 8 de abril, com o GP da China, em Xangai, ocorrendo uma semana depois.

Como de costume, a temporada da Fórmula 1 começará com o GP da Austrália, em Melbourne, em 25 de março. Todas as outras corridas foram confirmadas com a manutenção do planejamento original, estabelecido em junho, com exceção do GP dos Estados Unidos em Austin, em 21 de outubro, sujeito a confirmação. O campeonato será, mais uma vez, fechado com o GP de Abu Dabi, em Yas Marina, em 25 de novembro.

A outra novidade será o retorno do GP da França após dez anos de ausência, disputado no icônico circuito de Paul Ricard, no sul do país, em 24 de junho. Paul Ricard sediou o GP de França até 1990. A corrida foi então organizada em
Magny-Cours de 1991 a 2008, mas foi retirada do calendário depois disso por questões financeiras.

O GP da Alemanha, que ficou fora do calendário de 2017, retornará em Hockenheim em 22 de julho. O GP do Azerbaijão foi transferido para o dia 29 de abril, tornando-se a quarta corrida da temporada. O GP da Rússia em Sochi, realizado este ano no final de abril, ocorrerá apenas em 30 de setembro. Essa data era normalmente reservada para o GP da Malásia, que deixou o calendário. Havia dúvidas sobre o GP de Cingapura, mas ele foi agendado para 16 de setembro.

Confira o calendário da temporada 2018 da Fórmula 1:
25 de março: GP da Austrália
8 de abril: GP do Bahrein
15 de abril: GP da China
29 de abril: GP do Azerbaijão
13 de maio: GP da Espanha
27 de maio: GP de Mônaco
10 de junho: GP do Canadá
24 de junho: GP da França
1º de julho: GP da Áustria
8 de julho: GP da Inglaterra
22 de julho: GP da Alemanha
29 de julho: GP da Hungria
26 de agosto: GP da Bélgica
2 de setembro: GP da Itália
16 de setembro: GP de Cingapura
30 de setembro: GP da Rússia
7 de outubro: GP do Japão
21 de outubro: GP dos Estados Unidos (sujeito a confirmação)
28 de outubro: GP do México
11 de novembro: GP do Brasil
25 de novembro: GP de Abu Dabi


Participe e comente