O japonês Yuki Kawauchi e a norte-americana Desiree Linden superaram o frio de -3°C, os fortes ventos e a chuva e venceram nesta segunda-feira a Maratona de Boston. Os triunfos tanto no masculino quanto no feminino quebraram tabus que duravam mais de 30 anos.

Kawauchi cruzou a linha de chegada com o tempo de 2h15min58 e se tornou o primeiro japonês a vencer em Boston desde 1987, quando Seko Toshihiko subiu no degrau mais alto do pódio. O segundo lugar nesta segunda-feira ficou com o queniano Geoffrey Kirui (2h18min23) e o norte-americano Shadrack Biwott (2h18min35) completou o pódio.

Foi a primeira vitória de Kawauchi, de 31 anos, em uma maratona. Para ele, a primeira colocação veio justamente graças ao forte vento, à chuva e ao frio. "Foram as melhores condições possíveis para correr", comentou logo após completar a prova.

Linden também se aproveitou das péssimas condições climáticas, que prejudicaram os corredores africanos, e venceu com o tempo de 2h39min54. Havia 32 anos que uma corredora norte-americana não ganhava a prova. A última atleta do país a vencer em Boston foi Lisa Larsen, em 1985. "Não tenho palavras para expressar o que sinto. Devo tudo ao trabalho dos meus treinadores", afirmou Linden.

A também norte-americana terminou em segundo lugar com o tempo de 2h44min05 e a canadense Krista Duchene ficou com o terceiro lugar ao completar a prova em 2h44min20. A queniana Edna Kiplagat, que tentava o bicampeonato consecutivo, terminou em oitavo lugar.


Participe e comente