SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As audiências programadas para esta semana no Fórum Trabalhista Ruy Barbosa, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo, estão suspensas e ainda não há prazo de quando serão retomadas. O expediente do fórum foi suspenso nesta segunda (29) depois de um homem se jogar de um dos andares do prédio.

O Tribunal Regional do Trabalho informou nesta terça-feira (30) que ainda não há uma data de retomada do expediente do fórum. "As próximas audiências serão reagendadas para o mais breve possível, de acordo com a pauta de cada vara, não sendo possível, porém, informar uma data exata", disse, em nota.

O incidente aconteceu no final da manhã desta segunda (29) quando um motoboy de 41 anos se jogou com seu filho de quatro anos no colo do 17° andar do fórum. Os dois, que não tiveram seus nomes divulgados, morreram no local.

Segundo a polícia, antes de cometer o suicídio e matar o filho, ele enviou uma mensagem à namorada na qual se despediu e disse que acabaria com a própria vida. O motoboy estava desempregado havia seis meses e vinha enfrentando problemas financeiros.

Ainda segundo a polícia, o homem também deixou um bilhete de despedida. Em linhas gerais, reclamava de desemprego e dívidas, situação que teria deixado seu relacionamento conturbado com a companheira.

A família disse aos policiais que o motoboy também tem uma filha de 17 anos. A garota mora com as tias e, segundo esse relato, vinha tendo atos de rebeldia. De acordo com levantamento feito pelos investigadores, o motoboy não tinha audiência nem outros compromissos agendados naquele fórum trabalhista.

O fórum já registrou ao menos outros dois suicídios neste ano. Para evitar novos casos, o fórum planeja instalar provisoriamente um pequeno tapume elevando a altura dos parapeitos. A instalação foi determinada em março, mas atrasou devido à falta de verbas, segundo o tribunal.

O TRT também planeja modificar permanentemente o prédio. A reforma contará com uma solução aprovada pelo arquiteto do prédio, Décio Tozzi. O projeto já foi entregue e será objeto de licitação.

Participe e comente