Você já ouviu falar sobre retrofit ? O retrofit é uma tendência na arquitetura e no design, só na Europa cerca de 50% dos projetos são frutos de retrofit. O termo em Inglês nada mais é do que a popular “reforma” com um sentido de customizar, adaptar e melhorar os equipamentos, conforto e possibilidades de uso de um antigo edifício, mantendo as características pertencentes ao projeto original. O movimento surgiu na Europa em busca da solução de dois problemas: o que fazer com tamanha quantidade de edifícios antigos e históricos inutilizados e a falta de espaço para novas construções em áreas urbanas.

O termo “Retrofit” não possui uma tradução literal, mas tem sido amplamente empregado com o sentido de renovação. Porém não se trata de uma simples restauração. Projetos de retrofit buscam o renascimento da construção, a preservação da memória e história em prédios aperfeiçoados para atender às atuais demandas. Nos países europeus e nos Estados Unidos, a legislação não permite que prédio considerados acervo arquitetônico e patrimônio histórico sejam substituídos ou sejam submetidos a grandes reformas. Assim, o retrofit surge como uma solução para edifícios abandonados ou de péssimas condições de utilização, preservando o patrimônio e dando vida aos antigos espaços.

O retrofit une características de restauração e reforma, visto que restitui as características arquitetônicas originais do local, preservando ao máximo a identidade do prédio. Porém realiza melhorias para transformar o espaço. Em projetos de retrofit, normalmente a estrutura antiga é reforçada, as redes elétricas e hidráulicas trocadas, melhorias na circulação de ar, elevadores e proteção contra incêndio. Quando necessário, a fachada é renovada, o piso elevado, acabamentos mais funcionais são instalados, entre outras mudanças. Muitas melhorias são feitas, pois um edifício é “retrofitado”, nem sempre terá o mesmo uso e finalidade que possuía anteriormente.

Um retrofit corretamente planejado, projetado e executado terá diversos benefícios. O prédio terá uma estrutura sustentável, inteligente, mais funcional, com maior acessibilidade e totalmente adequado às necessidades do proprietário. Este trabalho também tem vantagens em termos de sustentabilidade, não só pelo aproveitamento de prédios já existentes, mas pela instalação de tecnologias sustentáveis no imóvel. Outra vantagem é a valorização imobiliária de empreendimentos que foram submetidos ao retrofit, porém sem dúvidas a maior vantagem é a preservação do patrimônio histórico e arquitetônico.

No entanto, apesar de todas as vantagens do retrofit, é preciso estar sempre atento na hora de realizá-lo. Alterações em construções antigas requisita muito cuidado e atenção, principalmente em prédios muito deteriorados. É necessário contratar mão de obra especializada para a concepção e a execução, procure empresas preparadas e com experiência em projetos de retrofit como a Wnez .

A técnica tem tudo para continuar sendo uma tendência na hora de revitalizar edificações. Diante de tantas vantagens e resultados satisfatórios, vale a pena conhecer mais sobre o Retrofit.

Participe e comente