Pesquisas revelam que a cada dez anos surge uma nova geração. Com tantos avanços tecnológicos e contextos distintos fica a pergunta: como equilibrar?

É preciso, portanto, que o gestor saiba valorizar o melhor de cada geração, encontrando pontos em comum e trabalhando para o desenvolvimento da equipe como um todo (o que inclui tanto questões técnicas e comportamentais).

[Clique para baixar o e-book]

O consultor de Carreira e Liderança Xando Natsume acredita que não existe certo ou errado, mas realidades diferentes que precisam ser equiparadas.

"Não adianta culpar A ou B, ou dizer que C ou D é mais eficiente. O desafio do gestor é otimizar todas as gerações e fazê-las render o tanto que precisa", explica.

Se você quer conhecer quais são as gerações, os pontos fortes e fracos e como otimizar basta baixar o guia completo clicando aqui.

Natsume alerta ainda para a necessidade de sabedoria emocional do gestor nessa missão. "O líder servidor também precisa contar com uma boa dose de inteligência emocional, a fim de administrar os conflitos com discernimento e
imparcialidade. "

Sendo assim, a empresa só tem a ganhar. Já que a sabedoria e praticidade juntas produzem um ganho satisfatório.


Participe e comente