A Pesquisa Nacional de Saúde de 2014 identificou 18,4 milhões de brasileiros com colesterol considerado alto (12,5% da população). A prevalência foi maior entre as mulheres: 15,1%, ante 9,7% entre os homens.

O controle das taxas pode ser feito em conjunto pelos casais, na rede pública, por meio do programa Pré-Natal do Parceiro. Ao acompanhar a parceira, homens também podem realizar consultas, testes rápidos, exames de rotina, incluindo os de hepatite B e C, HIV, sífilis, diabete, pressão arterial e colesterol, além de ter informações sobre DSTs.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Participe e comente