Houve um aumento de 0,4% na procura de vinhos em todo o mundo no ano de 2016, o que totalizou 2,42 bilhões de litros. Os dados são do relatório anual da OIV (Organização Internacional da Vinha e do Vinho).

O mesmo relatório mostrou que Portugal é o país em que os habitantes mais consomem vinho anualmente. O consumo anual, por pessoa, é de 54 litros.

Países que mais consomem vinho no mundo

Houve um aumento considerável no consumo de vinhos por parte de alguns países, como na China (6,9%, com consumo total de 1,73 bilhões de litros), Itália (5,3%, com consumo de 2,25 bilhões de litros) e Estados Unidos (2,5%, com 3,18 bilhões de litros).

Os 10 países com consumo maior por habitante, em litros por ano, são Portugal (54), França (51,8), Itália (41,5), Suécia (41), Suíça (40,3), Bélgica e Argentina (31,6 cada), Alemanha (29,3), Austrália (27) e Espanha (25,4).

Na sequência da lista, curiosamente, aparecem 2 países que não cultivam vinhas: Holanda (24,5) e Reino Unido (24).

Enquanto a procura mundial pelo vinho aumentou, a produção diminuiu 3% e chegou a 26,7 bilhões de litros. Essa queda se deu devido à alterações climáticas que não foram favoráveis, como pôde ser visto no Brasil, na Argentina e no Chile.

Maiores produtores de vinho do mundo

Quanto aos países que mais produzem vinho, não houve mudanças no ranking: a primeira colocada é a Itália, com 5,09 bilhões de litros (aumento de 2%), seguida da França, com 4,35 bilhões de litros (redução de 7%) e Espanha, com 3,93 bilhões de litros (elevação de 4%).

Dois países que tiveram um aumento considerável na produção foram os Estados Unidos, com 2,39 bilhões de litros (+10%) e a Austrália, com 1,3 bilhão de litros (+9%).

Em contrapartida, alguns países apresentaram uma queda na produção, como é o caso da China (-1%, total de 1,14 bilhão de litros), África do Sul (-6%, total de 1,05 bilhão de litros), Chile (-21%, 1,01 bilhão de litros) e Argentina (-29%, 0,94 bilhão de litros).

Comércio internacional do vinho

O comércio do vinho entre diferentes países apresentou uma queda de 1,2% no ano de 2016, tendo totalizado um volume de 10,4 bilhões de litros. Porém, mesmo com essa queda, o valor total arrecadado com as vendas foi de € 29 bilhões.

Quanto à quantidade, a Espanha retomou o topo da lista dos países que mais exportam, com 2,23 bilhões de litros, embora muitas das suas vendas sejam feitas à granel e por um preço bem baixo. Prova disso foi a arrecadação com todo esse vinho: € 2,644 bilhões, o que representa aproximadamente € 1,19 por litro.

Já a França, por exemplo, mesmo tendo exportado 1,41 bilhão de litros de vinho, conseguiu uma arrecadação total de € 8,255 bilhões, ou seja, € 5,85 por litro, quase 5 vezes mais caro do que o vinho espanhol.

Ainda de acordo com a OIV, Portugal foi o nono país que exportou mais vinho, com 0,28 bilhão de litros, que retornaram € 734 milhões.

Área de vinhas em todo o mundo

A área de vinhas em todo o mundo manteve estabilidade em relação ao período anterior, tendo ficado em 7,5 milhões de hectares. Ainda assim, ficou claro que alguns países tiveram uma movimentação em suas áreas de vinhas.

A China, por exemplo, teve um aumento de 17 mil hectares no ano de 2016, o que elevou a área total do país para 847 mil hectares (11,29% da área mundial). A liderança na área de vinhas é da Espanha, com 975 mil hectares (13% do total mundial.

Saber mais sobre vinhos é uma das paixões dos apaixonados pela bebida. Aqueles que quiserem aumentar ainda mais seus conhecimentos sobre o vinho português podem acessar o site da Eno Gourmet Premium, que possui várias informações interessantes sobre o vinho de Portugal.


Participe e comente