Pela primeira vez em dez anos, Portugal apresentou um crescimento na venda de vinhos superior no On Trade (8%) do que no Off Trade (4%). As informações foram divulgadas pela empresa Nielsen, especializada em pesquisas de mercado nos mais diversos segmentos e países.

Segundo o representante da companhia, Manuel Carvalho Martins, parte do resultado se deve ao dinamismo encontrado no mercado do vinho português, além da boa qualidade de seus rótulos.

De acordo com ele, outras características que contribuíram para os bons números foram a comunicação diferenciada e as diversas ações para promover a bebida entre os consumidores, além da excelente relação custo-benefício dos produtos.

Além disso, vale destacar que este resultado pode proporcionar ainda mais investimentos por parte dos produtores da bebida. Uma das tendências é a criação de vinhos de diferentes categorias, como selection e até mesmo premium.

Todas essas ações serão essenciais para que o vinho de Portugal também continue com bons números em sua exportação. Dados oficiais apontam que, em 2019, a previsão é que as vendas para outros países ultrapassem o montante de um milhão de euros.

No Brasil, após uma queda de dois anos consecutivos para o mercado do país português, houve sinais de recuperação em 2017, e, conjuntamente com Angola, promete ser um mercado em ascensão para 2018.

Dados estatísticos oficiais revelaram que o país africano apresentou um crescimento maior que 100% em volume e em valor foi de 99%. Já no Brasil, o aumento em volume e em valor foi de, respectivamente, 55,2% e 60,2%.

Neste contexto, ainda é importante ressaltar que o número de feiras de vinhos ganhou uma visibilidade ainda maior no mercado, alcançando um crescimento de 8%.

Este tipo de evento pode ser um grande propulsor para o sucesso ainda maior do vinho de Portugal. E um bom exemplo disso é que, segundo especialistas, quando um rótulo ganha um prêmio em concursos realizados em feiras de vinhos, além da procura ser maior, o preço do produto sobe, em média, 13%. Como é de se esperar, dependendo da importância do prêmio, esta estatística pode ser ainda maior.

Portanto, profissionais de marketing do país dizem que o investimento para este ano será de 13 milhões de euros para promoção internacional, sendo que os principais alvos do país são o Canadá, a Rússia, a Suíça, a China, a Polônia e os Estados Unidos.

O mercado da Noruega é muito importante para Portugal, já que também receberá ações de marketing no ano de 2018. Em 2017, a nação realizou um evento para promover seus rótulos principais, e se destacou por receber diversas críticas positivas de Julia Harding, uma especialista em vinhos.

Entretanto, é preciso salientar que existem, ainda, diversas opções de vinhos portugueses das mais variadas regiões e que apresentam características diferenciadas. No mercado, existem distribuidores de rótulos do país, e há lojas online que realizam entrega em casa.

A Eno Gourmet Premium possui uma gama enorme de vinhos português premiados, apresentando 30 referências provenientes de cinco regiões vitivinícolas de origem demarcada. O cliente poderá encontrar no portfólio da empresa.



Website: https://www.enogourmetpremium.com

Participe e comente