*/?>
Categoria: Estrutura Autor: Gráfica
Capacidade

A rotativa Tensor foi fabricada na região de Chicago, nos Estados Unidos, e trazida ao Brasil em julho. O transporte, desde o Porto de Paranaguá até Maringá, mobilizou seis carretas porta-contêineres. Uma equipe técnica da empresa norte-americana supervisionou a montagem e a instalação da impressora no parque gráfico de O Diário. Desde 1993, a Tensor já forneceu 190 linhas de impressão para empresas de 43 países, como Suécia, Dinamarca e Turquia.

A unidade instalada em Maringá é uma T-1400, composta por 18 unidades, distribuídas em torres de impressão. O sistema é totalmente computadorizado, com uma unidade de controle touchscreen e um sistema de gerenciamento de produção. Com a nova máquina, a capacidade de impressão de O Diário aumenta de 15 mil para 35 mil impressões por hora. O ganho em velocidade fará com que, em uma única rodada, sejam impressas de 24 páginas no formato standard, utilizado pelo jornal, sendo 16 coloridas e 8 em preto e branco. Se o formato for tablóide, utilizado em suplementos, a capacidade aumenta para 48 páginas numa única rodada, com 32 coloridas e 16 em preto e branco. Atualmente, o jornal consegue rodar, de uma só vez, 12 páginas, metade delas coloridas.

Para aproveitar todo o potencial da máquina, O Diário desenvolve um novo projeto gráfico para o jornal impresso, desenvolvido pelo designer espanhol Javier Errea. No portfólio do profissional estão o projeto de infografia do espanhol El País, novo projeto gráfico do francês Libération e a reformulação gráfica de O Estado de São Paulo.

O diretor de conteúdo de O Diário, Michael Vieira da Silva, prevê para novembro o lançamento da reformulação gráfica. “Com o novo projeto gráfico, esperamos oferecer no mínimo 30% a mais de conteúdo editorial para os leitores”, revela. “Vamos oferecer uma versão do jornal mais atualizada, de acordo com as tendências mais modernas do jornalismo”, completa.

estrutura de impressão