O evento ¿Madeira Legal - Conheça as Vantagens Ambientais e Sociais no Uso de Madeira Legal nas Construções¿, que ocorreu em Maringá, reuniu mais de 80 pessoas. No curso, foi apresentado um novo padrão tecnológico para a madeira, a aplicação em sistema pastilhado.

O curso, gratuito, foi uma promoção da Fundação de Pesquisas Florestais do Paraná (Fupef), em parceria com o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Paraná (Crea-PR) e apoio de entidades de classe locais.

Além da geração de renda e de uma oportunidade para empreendedores, o novo produto representa vantagem ambiental, pois, segundo dados da Fupef, 28% de toda a madeira legal extraída é descartada ou queimada.


Padrão

¿Daí a importância do novo padrão desenvolvido¿, afirma o engenheiro florestal e pesquisador da Fupef, Marcelo Lubas. A novidade criada a partir da Tecnologia de Padronização de Resíduos Industriais de Madeira Sólida (Primas), permite utilizar restos de madeira legal e de florestas plantadas na fabricação de pastilhas para mosaicos, produto com larga aplicação em mobiliários, pisos, revestimentos e design de interiores.

Os cursos são direcionados principalmente para arquitetos, engenheiros, designers, técnicos, instrutores, estudantes, empreendedores, marceneiros e demais interessados. Durante os cursos, são apresentados protótipos de aplicação.

Participe e comente