Apesar do momento delicado que vive a economia brasileira, um segmento saiu praticamente ileso em Maringá: o comércio de imóveis de alto padrão. Agora, ainda há expectativa de incremento nas vendas, já que o Conselho Monetário Nacional ampliou o teto para compra de imóveis com o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Três meses após o último reajuste, o valor subiu para R$ 1,5 milhão em todo o País.

Em Maringá, os imóveis acima de R$ 1 milhão estão localizados especialmente no Centro, além das Zonas 3 e 7. Os empreendimentos dessa faixa são, em sua maioria, prédios com design arrojado, paisagismo com muito verde e já com serviços inclusos. Diante da correria do cotidiano, os moradores buscam academia, lazer e beleza dentro da própria casa, onde ganham a exclusividade como cortesia.

Para o diretor comercial da Pedro Granado Imóveis, Téo Granado, o aumento do teto do FGTS ajuda e houve movimentação com a notícia. "Ainda precisa estar mais difundida essa informação. Alguns clientes já me procuraram, pessoas que queriam usar o FGTS, mas os imóveis eram antes acima do valor." Segundo Granado, o setor imobiliário não chegou a ser tão afetado pela crise e retoma com desenvoltura os bons resultados.

Para a construtora A. Yoshii, que tem investido em empreendimentos de alto padrão em Maringá, a mudança promovida pelo Conselho Monetário também deve aquecer a economia. "As taxas de juros mais baixas, além de facilitar a negociação, tornam o mercado de imóveis mais atrativo ao investidor", apontou o gerente regional em Maringá, Rogério Venturini.

Clientes mais exigentes

A legislação de Maringá não fomenta a formação de condomínios horizontais, como acontece em outras cidades do mesmo porte. Por isso, a oferta de casas de alto padrão não é grande. Para os apartamentos, a faixa prevê área maior que 150 metros quadrados de área privativa, enquanto para as casas, 300 metros quadrados.

O Centro segue sendo a região mais procurada, já que as pessoas querem fácil acesso a serviços e cartões postais, como a Catedral e o Parque do Ingá. E o nível de exigência dos clientes só cresce. "O alto padrão reúne diversas características como a localização, o projeto, área de lazer bastante considerável, acabamento", aponta Granado.

Não basta ter um salão de festas. Hoje, os edifícios contam com mais de um espaço gourmet climatizado, alguns ao ar livre para receber qualquer tipo de evento. As academias trazem equipamentos de última geração e até aparelhos de pilates.

Como as brincadeiras na rua já não são uma opção tão segura para crianças, os prédios privilegiam, ainda, ambientes lúdicos, tanto ao ar livre quanto com brinquedotecas e salões de jogos eletrônicos. A fórmula de sucesso do alto padrão para seguir com as vendas é a soma de requinte, tecnologia, conforto, espaço amplo e serviços.


PARA MORAR BEM. Dois empreendimentos luxuosos na cidade. —FOTO: DIVULGAÇÃO

SERVIÇO
EPIC TOWER
Pedro Granado Imóveis.
Rua Arthur Thomas, 930.
176,2 m2 de área privativa e 372,2m2 de área total.
Valor: entre R$ 1 milhão e R$ 1,5 milhão.
Entrega: 2017.
Primeiro prédio em Maringá com fachada integralmente em vidro nos 29 andares. A área de lazer traz piscinas com três cascatas, duas hidromassagens, academia com pilates, sala de massagem, salão de beleza e dois espaços gourmet. Um dos destaques é a confraria montada para degustação de vinhos e cervejas.

SUNSET PLAZA
Pedro Granado Imóveis.
Avenida XV de Novembro, 1.007.
221,83m2 de área privativa e 443,7 m2 de área total
Valor: entre R$ 1,7 milhão e R$ 2,2 milhões.
Entrega: 2017.
É o primeiro prédio com fachada ventilada do Sul do Brasil e possui elevadores de design italiano, privativos, além de um elevador delivery, voltado exclusivamente para entregas aos moradores. Uma das piscinas tem borda infinita e o edifício ainda traz espaço zen, sauna e uma alameda boulevard.

MAISON INFINITY
A. Yoshii.
Avenida Prudente de Morais, 265.
241 m2 de área privativa e 394 m2 de área total.
Valor médio: R$ 2 milhões.
Entrega: 2019.
Com apartamentos de três ou quatro suítes na Zona 7, o empreendimento conta com quadra de saibro coberta e piscinas. Há ainda uma praça com fonte, beauty care, dois espaços gourmet, salão de jogos para carteado e eletrônicos, além de academia e sala de pilates.

MAISON HERITAGE
A. Yoshii.
Avenida São Paulo, 2.508.
382 m2 de área privativa e 618 m2 de área total.
Valor médio: R$ 3,8 milhões.
Entrega: 2018.
Conta com amplo espaço externo, com uma praça, espaço zen, redário, alameda e gazebo. O elevador tem controle com biometria e há fechadura digital na entrada do apartamento. Para lazer, existem espaço gourmet, salão de festas, quadra de tênis, club, salão de jogos, piscinas, academia e pilates.

Participe e comente