O nome de um edifício vai acompanhar os moradores por toda a vida, mas pouca gente sabe o que motiva a escolha. Algumas construtoras contratam profissionais de Marketing que selecionam a opção que mais combina com o empreendimento. A predominância de alguns nomes em certos períodos ajudará, no futuro, a marcar a época em que foram construídos.

Em Maringá há diversos empreendimentos que prestam homenagem aos proprietários de terrenos ou familiares de quem é responsável pela construção. "Cada um dos meus quatro filhos têm um edifício que leva seu nome", afirma João Granado, proprietário da construtora que leva seu nome. A empresa manteve essa ideia em outros empreendimentos, como é o caso do Residencial Parque Theodoro Bay, que leva o nome do pai do dono do terreno que faleceu durante as obras.

Por outro lado, também desenvolveu uma assinatura para as obras da construtora que começou quase por acaso. João afirma que em certa ocasião, quando tentavam chegar ao nome ideal para um edifício, uniram o prefixo Gran, sobrenome da família. Depois disso, vieram outros onze como Gran College, Gran Olimpo, Gran Portal, Gran Art, Gran Dumond, entre outros.

No Cartório de Títulos e Documentos do município são registradas as atas que contam as histórias dos condomínios. Ricardo de Oliveira é servente no cartório e explica que por lá é possível realizar pesquisas para saber se um nome já foi usado, buscar o endereço de edifícios que levam nomes de parentes, entre outros assuntos. "Nós temos mais de dois mil condomínios aqui, alguns são homônimos (levam o mesmo nome), outros têm nomes parecidos e muitos são registros da história da cidade porque prestam homenagem aos pioneiros", afirma.

Diversidade

Muitos prédios também registram locais a se conhecer ou memórias de viagens como Sol do Caribe, Mares do Sul, Rio da Prata, Cotê d'Azur, entre outros. A variedade de nomes dos edifícios na Construtora Marluc inclui homenagens, localização geográfica, como os prédios com nomes de rios e lagoas ou elementos da natureza.

Segundo Mônica Rozada, administradora de construções da empresa, um estudo é realizado ainda no projeto considerando as melhores opções. Para um empreendimento em Guarapuava foi escolhido o nome Edifício Pinheiro de Gaia, uma referência à vegetação nativa na região. Outro edifício naquela cidade recebeu o nome de Residencial Brisas da Lagoa, pela proximidade com a Lagoa das Lágrimas, famoso ponto turístico local.

Em Maringá, foram construídos como homenagens aos donos do terreno: o Residencial Palma & Oliveira e o Edifício Helena Moser. "O Condomínio Residencial Belissímo Ingá faz referência à cidade e à localização do prédio, já a escolha do nome do Edifício Bonne Vie Haltchuk Residencial Clube, tem como referências o tipo de projeto e a localização", diz.

Um dos moradores do Bonne Vie, Sandro Alexandre Oliveira, garante que a escolha da construtora foi perfeita. Ele também é síndico do complexo e afirma que o nome combinou com a infraestrutura do residencial. "Moramos aqui há três anos, temos vários salões de festas, quadra, piscina, a academia está super completa e logo vamos ter sauna", conclui.

CURIOSIDADES
-Maringá tem 24 edifícios com nomes de santos, como Santa Isabel e Santo Inácio.
-Pintores famosos nominam vários projetos como Residencial Van Gogh ou Pablo Picasso.
-Músicos como Dorival Caymmi, Dalva de Oliveira, Ataulfo Alves e Tom Jobim também nominam edifícios.
-Os edifícios Portal de Elyon, Torre de Elohim e Jardins de Paletiy, receberam partes dos nomes inspirados na Bíblia. Ele significam, respectivamente, Deus Altíssimo, Deus Todo Poderoso e Deus Libertador.
-Alguns edifícios têm homônimos, como é o caso do Bela Vista (um deles fica na rua Antônio Marin e outro na rua Oswaldo Cruz), ou nomes relacionados como Edifício Barão do Cerro Azul ou Condomínio Cerro Azul.
-Há casos em que o nome do prédio é tão difícil de escrever que até os condôminos erram na hora de escrever a ata. Então é preciso revisá-las porque são documentos de valor jurídico.

Participe e comente