Bolhas na pintura, trincas na parede e marcas de mofo. Sinais de umidade em uma edificação podem sinalizar vazamentos. Em prédios ou residências, identificar o problema o quanto antes representa segurança e economia.

Leandro Carvalho é um especialista em "caçar" vazamentos e resolver o problema de vez. "As pessoas subestimam o risco. Um vazamento contínuo pode criar uma cratera sob a superfície e colocar até a casa em risco", afirma.

Nos prédios, a água trabalha lentamente, mas o risco é alto. Uma vez que a infiltração ou vazamento tenha causado danos estruturais, toda a edificação ficará comprometida e será preciso convocar uma equipe de engenheiros civis e peritos para fazer os reparos.

O especialista ensina a fazer um "check list" para identificar sinais de vazamento começando pelo banheiro. A dica é: Procure sinais de trincas no rodapé, nos azulejos e marca de água na parede, especialmente sob a válvula da descarga e do registro. Rachaduras no piso também podem sinalizar que o solo está mais baixo, por isso a atenção deve ser redobrada com o nível dos rejuntes. Se não estiver correto, a água do banho vaza por baixo do piso e, se for um prédio, mofa o apartamento de baixo.

Esse tipo de transtorno pode virar uma guerra entre os moradores, sendo, inclusive, preciso ingressar na Justiça para ter acesso ao apê vizinho e fazer o conserto.

Uma conta de água muito mais cara pode sinalizar um vazamento oculto. Se o defeito não for no relógio medidor, então é necessário acionar um especialista. "A gente emite um laudo sobre o problema e, geralmente a empresa negocia o valor excedente. Depois, a conta volta ao patamar normal", diz.

Participe e comente