O sistema de aproveitamento máximo de espaço é comum em países onde o metro quadrado tem preço alto ou falta espaço de moradia. Os móveis adaptáveis seguem uma linha clean e funcional que deixa o ambiente versátil e também prático, pela capacidade de atender diferentes necessidades. Esses são os chamados móveis funcionais.

Especialista em gerenciamento de projetos com formação em Design de Interiores, Anni Arnaud, afirma que esse tipo de móvel ganhou mais adeptos na última década. Em lugar de pensar apenas no valor estético da peça, as pessoas passaram a considerar como esses itens de decoração poderiam servir para aumentar o conforto dentro de casa. "Entendemos por funcionalidade a disposição de todos os elementos em uma área de não circulação do imóvel. Assim, a área de circulação é preservada, o que transmite amplitude e conforto", orienta.

O desenvolvimento de projetos personalizados e o uso de móveis funcionais permite a criação de um ambiente dentro de outro. É fundamental planejar cada item pela necessidade do morador. Dessa forma, esse móvel não vai ocupar o espaço, mas determinar a função daquela área. A moradia ganha vitalidade, movimento.

E há benefícios que implicam em mudança de comportamento porque quem vive em um espaço funcional também assimila o conceito: compra eletrodomésticos funcionais, repensa a quantidade de itens pessoais e de decoração. "A prioridade é viver bem", conclui a especialista em gerenciamento de projetos.

Participe e comente