DERMIVAL POÇAN
[email protected]

Em 19 de março é celebrado o Dia do Marceneiro, profissional responsável por unir criatividade, beleza e técnica no desenvolvimento de objetos em madeira, principalmente de móveis. Com a evolução do mercado em que atua, novas tendências surgem o tempo todo, o que faz com que ele precise de constantes capacitações e atualizações.

Atualmente, existem escolas de design em marcenaria, para que os profissionais busquem as novidades e possam atender os consumidores, que, por sinal, também estão cada vez mais exigentes - quando se trata de móveis, as pessoas desejam produtos personalizados, exclusivos.

Além da busca por capacitação, outras orientações são importantes para que o marceneiro tenha um dia a dia de trabalho eficiente e, acima de tudo, seguro.

Confira abaixo:

Use sempre EPIs: é fundamental o uso de equipamentos de proteção individuais (EPIs), como calçados reforçados, luvas confortáveis, óculos, protetores auriculares e cintos para o transporte das ferramentas menores (trenas, esquadros e material de marcação);

Tenha cuidado com as ferramentas elétricas: não se esqueça de manusear as ferramentas elétricas (como serras e tupias) com muita calma, sem pressa, pois o uso incorreto pode ocasionar graves acidentes;

Organize o ambiente de trabalho: além de facilitar a localização, saber o local de cada item também ajuda a visualizar possíveis pontas que podem machucar. Lembre-se que a desorganização impacta no desempenho. Ter espaços livres para trabalhar e as ferramentas sempre guardadas em seus devidos lugares são atitudes que ajudam na praticidade e na eficiência do serviço;

Organize o fluxo de trabalho: também é importante entender como será o processo da produção do móvel. Para isso, observe quais serão as etapas e identifique quais ferramentas e maquinários serão utilizados em cada uma delas;

Entregue no prazo: estabeleça uma agenda ou um roteiro para melhor organizar os prazos de entrega, de acordo com o combinado com os clientes. Dessa forma, o marceneiro não corre o risco de perder a credibilidade;

Respeite o projeto do cliente: entregue o produto exatamente como foi descrito no projeto. Caso precise fazer alguma alteração é fundamental alinhar com o cliente para não gerar desconforto.


Participe e comente