• Salário mínimo força aumento na taxa de condomínio

  • Redação

Os aumento do salário mínimo deve aumentar em até 4% o valor das taxas de condomínio. O reajuste de 8,57% aumentou o mínimo de R$ 380 para R$ 415. Por causa dessa variação, os faxineiros receberam reajuste antes da data base, que seria em julho, porque o rendimento deles (R$ 390) ficou abaixo do novo salário mínimo.

No caso dos faxineiros, esta correção tem o mínimo de impacto sobre as taxas de condomínio. A categoria que deve causar maior aumento nas taxas pagas pelos condôminos é a dos porteiros, que tem piso maior. As despesas com pessoal e os encargos trabalhistas podem representar até 60% dos gastos dos condomínios.

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 5
  • 8
  • 17
  • 42
  • 46
  • 47

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - O Diário do Norte do Paraná. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuido sem prévia autorização.