O prefeito Silvio Barros afastou nesta quarta-feira (19) o secretário municipal de Serviços Urbanos de Maringá, Vagner Mússio, bem como três servidores municipais, por conta de denúncia apresentada à justiça pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que investiga irregularidades nos serviços de corte e poda de árvores no município de Maringá na operação Quebra Galho.

O procurador geral do município, Luiz Carlos Manzato, foi até o fórum na tarde de hoje para receber a intimação relativa ao processo, que ainda não havia sido entregue. De posse do documento, o prefeito decidiu pelo afastamento de Mussio e dos servidores. Entretanto, um dos funcionários públicos já havia feito pedido de exoneração das funções.

Leia a reportagem completa na edição desta quarta-feira de O Diário.

Participe e comente