Um erro na distribuição de provas durante o concurso público para o cargo de técnico de enfermagem levou a Prefeitura de Maringá a cancelar o exame objetivo realizado no dia 8 de janeiro deste ano. O edital de cancelamento, publicado na sexta-feira (9), atende a recomendação do Ministério Público do Estado do Paraná (MP-PR).
:NoticiasRelacionadas:

Segundo o secretário de Administração de Maringá, José Roberto Ruiz, o erro foi da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Estadual de Londrina (Fauel), organizadora do concurso, que, ao invés da prova para o cargo de técnico de enfermagem, entregou a um dos candidatos um caderno com questões referentes ao cargo de fisioterapeuta.

"O candidato obviamente se sentiu prejudicado e recorreu ao Ministério Público que, por sua vez, recomendou o cancelamento e realização de uma nova prova", explicou o secretário, ressaltando que o novo exame será aplicado somente aos 1.126 candidatos que compareceram para fazer a prova em janeiro. "Os faltantes não terão direito de participar", esclareceu Ruiz. No total, 1.275 se inscreveram no concurso.

A data, o local e horário da nova prova objetiva deverão ser divulgados até sexta-feira (16), segundo Ruiz. "A Fauel está checando a disponibilidade de alguns locais para a realização da prova e assim que for definido o local as informações serão divulgadas aos candidatos por meio de um edital específico", adiantou.

 

VEJA TAMBÉM


Participe e comente