O prefeito de Maringá, Roberto Pupin (PP), decretou, na manhã desta segunda-feira (5), luto oficial por três dias no município pela morte do primeiro arcebispo da Cidade Canção, Dom Jaime Luiz Coelho, que faleceu nesta madrugada. A informação foi divulgada pela assessoria de imprensa da Prefeitura por volta das 10h.

Em nota, Pupin afirmou que Maringá deve muito a Dom Jaime. "Homem de visão e responsável por grandes ações e projetos que transformaram Maringá e a sociedade maringaense", afirma.

Dom Jaime morreu por volta de 1h30, no Hospital Santa Casa, vítima de insuficiência renal crônica. O velório terá início às 12h desta segunda-feira, na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória.

O sepultamento deverá ser realizado na terça-feira (6) logo após a missa de corpo presente das 18h30. O corpo de Dom Jaime será sepultado na cripta da Catedral Basílica.

A Arquidiocese de Maringá, em comunicado, pede que as pessoas que queiram prestar homenagens a Dom Jaime não comprem coroas de flores e sim façam doações em dinheiro para as obras sociais da Igreja. As doações podem ser feitas na Catedral.


Participe e comente