Em um intervalo de aproximadamente duas horas, no domingo (18), Maringá teve duas colisões entre veículos e, em todos os casos, uma caminhonete Toyota Hilux estava envolvida e crianças tiveram ferimentos leves.

A primeira colisão aconteceu por volta das 12h50, no centro da cidade. A Toyota Hilux com placas de Dracena (SP) e o VW Fusca de Floresta seguiam pela Avenida Paraná, quando o motorista do primeiro veículo tentou fazer uma conversão à esquerda em local proibido, e acabou atingido pelo Fusca que seguia atrás. A Hilux capotou, mas Durval Roque Troiano, de 64 anos, e a mulher, Vera Lucia Freire Troiano, de 62, não tiveram ferimentos.

No fusca, estavam Ricardo Saka, de 51 anos e o neto, de 11. Os dois tiveram ferimentos leves e foram encaminhados ao Hospital Santa Rita.

Às 14h55, outra Hilux, desta vez com placas de Maringá, capotou. Segundo testemunhas, o condutor da caminhonete, Rodrigo Antonioli, 36, avançou o sinal vermelho e acabou colidindo no VW Voyage do policial militar Rilker Sales, que seguia pela Avenida Horácio Raccanello sentido centro. Antonioli e a mulher, Sandra Grazieli Faria, de 33 anos, não se feriram. O soldado Riker também recusou atendimento e a esposa dele, que está grávida de 14 semanas, e a filha de 9 anos tiveram ferimentos leves e foram encaminhadas pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) ao Hospital Santa Rita.

*Com informações de André Almenara

 

Foto: André Almenara
Por volta das 12h50, aconteceu o primeiro capotamento, na Avenida Paraná

 

 

Foto: André Almenara
Segundo acidente aconteceu na Horácio Raccanello, pouco antes das 15h

 


Participe e comente