O Vestibular de Inverno da Universidade Estadual de Maringá (UEM) começou a partir das 8h50 deste domingo (16) para 17.932 candidatos que disputam 1.492 vagas em 62 cursos ofertados pela instituição. O concurso segue até terça-feira (18).

Em Maringá, as provas são aplicadas no campus da UEM, na Unicesumar, na Pontifícia Universidade Católica, na Faculdade Cidade Verde, na Faculdade Maringá e na Feitep. Inscritos também fazem provas em Apucarana, Umuarama, Cianorte, Paranavaí, Campo Mourão, Goioerê, Ivaiporã e Cidade Gaúcha.

Perfil

O perfil do vestibulando neste concurso é bem similar ao registrado nos anos anteriores. A maioria dos candidatos é jovem (tem entre 17 e 18 anos) e tem renda familiar entre R$ 2.811 e R$ 4.685. Os dados são baseados nas respostas fornecidas pelos alunos no questionário sócio-econômico da UEM, no ato da inscrição.

Embora a maioria (80%) dos candidatos seja do Paraná, é grande o número de candidatos que de São Paulo (2.623), segundo Estado em número de inscritos, seguido por Mato Grosso do Sul (275), Santa Catarina (186) e Mato Grosso (116).

Em comparação com o Vestibular de Inverno de 2016, o número de "estrangeiros" subiu pouco mais de 2%, assim como o total de inscritos – foram 427 candidatos a mais este ano.

Quase metade dos candidatos declarou ter renda familiar entre três e dez salários-mínimos – de R$ 2.811 a R$ 9.370. Mas há nas outras faixas etárias os extremos: 653 declararam que a família ganha até um salário-mínimo por mês (R$ 937). Na outra ponta, estão os que informaram que a renda mensal ultrapassa R$ 18.740 ou 20 salários-mínimos. Esta foi a opção marcada por 435 estudantes. Metade dos candidatos cursou o ensino médio integralmente em escola particular.

Concorrência

Como nos anos anteriores, o curso mais visado pelos inscritos é Medicina, que atraiu 5.533 estudantes, entre cotistas e não cotistas. A UEM, por outro lado, oferece apenas 16 vagas, deixando a disputa sempre acirrada: para ser aprovado dentro do limite de vagas é preciso vencer, no mínimo, 378,1 candidatos na ampla concorrência ou 206 no sistema de cotas.

Odontologia (55,6 por vaga) e Arquitetura e Urbanismo (46,4) são o segundo e terceiro cursos mais concorridos.

Provas

Hoje, são aplicadas provas de Conhecimentos Gerais. Na segunda-feira (17), de Língua Portuguesa e estrangeira, Literatura e Redação. No último dia, as provas serão de Conhecimentos Específicos.

Neste ano, há uma mudança nas provas de língua estrangeira: quem tirar nota zero não é desclassificado, apenas não somará pontos para a classificação geral, mas continua na disputa pela vaga.

Os gabaritos serão divulgados na quinta-feira (20) e a lista de aprovados sai no dia 25 de agosto.

Participe e comente