Por meio da assinatura do Decreto de número 766/2017, o prefeito Ulisses Maia autorizou na manhã desta quarta-feira (5) a regulamentação para instalação e uso de "parklets" em extensões de vias públicas de Maringá.

Originários de San Francisco, nos Estados Unidos, e já implantados em várias cidades do Brasil, os "parklets" são pequenas plataformas instaladas em trechos da faixa de estacionamento de ruas e avenidas. Equipados com bancos, floreiras, lixeiras, bicicletários, carregadores de celular e wifi, entre outros elementos, os espaços têm a função de oferecer novas áreas urbanas destinadas à recreação, cultura, descanso e convívio social.

Em Maringá, a implantação dos parklets surgiu por indicação do vereador Flávio Mantovani, que, em duas oportunidades neste ano, encaminhou ofícios ao prefeito Ulisses Maia sugerindo a instalação do equipamento urbano. "O que se pretende é resgatar uma convivência que quase não existe mais entre as pessoas. Será uma opção a mais para que os moradores saiam de casa e passem a contemplar melhor a cidade durante as horas de descanso", explica o vereador.

Estudos realizados pela Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) definiram a minuta da regulamentação, prevendo que o parklet seja plenamente acessível ao público. A instalação pode ser feita nas vias públicas em trechos com limite de velocidade de até 50 km/h, cumprindo outros requisitos como inclinação longitudinal das vias de até 12,5%, altura máxima de 1,10m para não obstruir a visão e faixa de rolamento de no mínimo 2,8 metros.

A instalação, manutenção e remoção da plataforma poderão ser realizadas por iniciativa pública ou privada.

A regulamentação também veda a instalação de parklets em ciclovias e em locais que obstruam a manutenção da infraestrutura urbana, entre outras proibições. Será permitida a instalação em frente à área de terceiros, desde que haja autorização. A largura do parklet deverá ser a mesma da faixa de estacionamento com acesso exclusivo pela calçada e o projeto terá de atender às normas de acessibilidade, segurança, ergonomia e durabilidade. Também deverá dispor de cores discretas, utilizar materiais de reúso, plantas em vasos e cercado de proteção.

Dois pedidos

Ao receber e agradecer a arquiteta Cláudia Nepomuceno pela doação de um anteprojeto arquitetônico para instalação de parklets no município, o prefeito Ulisses Maia explicou que a aprovação das instalações será realizada pela Semob, levando em consideração o interesse público. Após a aprovação da minuta pela Procuradoria Geral do Município, o pedido de instalação será publicado para conhecimento público por meio de edital para manifestações de interesse ou contrariedade.

"Trata-se de um projeto público-privado que já obteve dois pedidos de instalação na cidade, um na Avenida Tiradentes e outro na Avenida João Paulino, no Novo Centro. Dependendo da aceitação popular, a iniciativa poderá ser um novo atrativo para integração de moradores e visitantes da cidade, além de contribuir com o paisagismo e estimular o comércio", assinalou o prefeito.

Participe e comente