Maringá é o município do Paraná com maior número de casos confirmados de dengue, conforme aponta o primeiro boletim de setembro divulgado nesta quarta-feira (13) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). A cidade tem 9 casos confirmados, em seguida vem Foz do Iguaçu (7) e Tamboara (3).

Maringá também entra no ranking das cidades com maior número de notificações. Em primeiro lugar está Londrina com 162 notificações, depois Maringá (116) e Foz do Iguaçu (103).

O novo período epidemiológico começou em 1º de agosto e até o dia 11 de setembro o Paraná contabiliza 27 casos confirmados de dengue, sendo 25 autóctones e dois importados. O boletim mostra que 117 cidades já tem notificações da doença e dez municípios tem casos confirmados.

Neste mesmo período, o Estado registrou 925 notificações, sendo que 480 foram descartadas e 418 casos permanecem em investigação. A incidência de dengue no Paraná é de 0,22 casos por 100 mil habitantes, valor considerado baixo pelo Ministério da Saúde.

Quanto à distribuição etária dos casos confirmados, 54,55% concentraram-se na faixa etária de 20 a 49 anos, seguida pelas faixas etárias de 10 a 19 anos e 50 a 64 anos, ambas com 15,15 % dos casos.

Chikungunya e Zika Vírus

O boletim da Secretaria de Saúde também mostra que o Paraná confirmou, de 1º de agosto a 11 de setembro, um caso de febre chikungunya em Paranavaí. No Estado, foram 32 notificações da doença, sendo que cinco delas foram de moradores de Maringá.

Já em relação ao Zika Vírus, nenhum caso foi confirmado nesse período. Foram 16 notificações, sendo 14 de Cascavel, uma de Foz do Iguaçu e uma de Santa Tereza do Oeste.

Participe e comente