A Secretaria de Saúde de Maringá apresentou, na quarta-feira (13), a nova base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) Zona Norte, na rua Ana Nery, 95, no Jardim Alvorada. A unidade, que até então funcionava em uma sala anexa a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), terá mais espaço e funcionalidade em uma casa equipada para o serviço médico.

A base descentralizada conta com três ambulâncias para suporte básico e avançado. Ao todo, serão 8 profissionais que se revezaram diuturnamente, 24 horas por dia. Técnico em enfermagem, enfermeiro, médico e condutor formam a equipe médica do Samu.

"É uma satisfação fazer este reconhecimento para os profissionais do Samu, que abrem mão do conforto do lar, para dedicar ao socorro da comunidade. O serviço é pesado e todos servidores merecem um local de trabalho condizente e agradável", disse o prefeito Ulisses Maia.

"A base descentralizada era uma grande necessidade tanto para os servidores como para os usuários da rede de urgência e emergência, e hoje, entregamos o espaço diferenciado com melhor condição de uso. Tudo para que o trabalho ocorra mais rápido e eficaz, tranzendo grandes resultados", destacou o secretário de Saúde, Jair Biatto.

O gestor do Samu, Cleiton Lacerda Carlin, mencionou que a conquista é de todos. "Depois de 12 anos de luta, finalmente, conseguimos realizar o sonho para melhores condições e qualidade do serviço", explica.

"Mudamos uma página da história do Samu. Tínhamos respostas baixas, servidores desanimados, pois faltava uma digna estrutura aos profissionais. Hoje, o Samu é referência para o Estado do Paraná e segue como modelo de integração e qualidade técnica de serviço. Vivenciamos muitas dificuldades, e hoje, olhar para essa base nos emociona", ressaltou o diretor de Urgência e Emergência do Samu, Maurício Lemos.

Samu

Graças ao trabalho dos serviços de emergência, nos últimos 7 anos a mortalidade por acidentes de trânsito caiu 20% no Paraná. Também houve uma queda de 28% de mortes a caminho do hospital em função da intervenção dos profissionais de resgate e evolução dos equipamentos de manutenção da vida. 60% das ocorrências que exigem intervenção do Samu, ocorrem na Zona Norte da cidade.

Oito servidores se revezam para plantão 24h do Samu - FOTOS: Cary Bertazzoni/ PMM

Participe e comente