Em sessão extraordinária nesta quarta-feira (11), o plenário da Câmara Municipal de Maringá aprovou, em terceira discussão, o projeto de lei que permite a eleição direta para o cargo de diretor em escolas e creches municipais.

O projeto teve 20 emendas aprovadas em primeira discussão, durante a sessão ordinária na manhã de terça-feira (10). Na sessão extraordinária do mesmo dia, foram mais dez emendas aprovadas, totalizando 30 emendas.

A celeridade na votação da matéria foi necessária para que a primeira eleição direta possa ser realizada ainda neste ano. Conforme prevê a matéria, as eleições devem ser realizadas na primeira quinzena do mês de dezembro, por meio de voto por candidato, sendo o voto direto, secreto, igualitário e facultativo aos membros da comunidade escolar.

"A aprovação é um avanço, mesmo com algumas divergências", afirmou o vereador Carlos Mariucc (PT), que participou da comissão que elaborou as regras do projeto de lei.


Participe e comente