Na sessão ordinária desta quinta-feira (7), o plenário da Câmara Municipal de Maringá aprovou, por 14 votos, em primeira discussão, projeto do Executivo alterando a lei ordinária 7.359/2006 que institui o Programa Municipal de Bolsas de Estudo (Promube) destinado à concessão de bolsas de estudo para estudantes de cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de ensino superior instaladas no Município de Maringá, com ou sem fins lucrativos.

Por 12 votos, foi aprovada emenda modificativa, do vereador William Gentil (PTB), estabelecendo que a bolsa de estudo parcial de 75% será concedida a estudantes não portadores de diploma de curso superior, cuja renda familiar mensal não exceda o valor de até três salários mínimos.

Por 12 votos, foi aprovada emenda aditiva, do vereador William Gentil (PTB), estabelecendo que do total de bolsas ofertadas, 30% serão reservadas a pessoas com renda familiar mensal de até um salário mínimo.

Por 12 votos, foi aprovada emenda aditiva, dos vereadores Jean Marques (PV), William Gentil (PTB), Do Carmo (PR) e Mário Verri (PT) estabelecendo que a instituição de ensino superior aderente ao programa previsto nesta lei deverá aceitar estudantes bolsistas em todos os seus cursos, respeitado o limite de bolsas ofertadas pelo Município e a classificação do estudante nos respectivos processos seletivos previstos para todos os alunos ingressantes.


Participe e comente