O número de multas por estacionamento irregular em vagas reservadas aos idosos ou pessoas com deficiência, em Maringá, mais que dobrou no último ano. Mesmo com o valor da multa mais cara, o aumento das notificações da infração foi de 156 % no caso das vagas reservadas aos portadores de necessidades especiais e de 116% nas vagas para idosos.

Conforme dados do Departamento de Trânsito de Maringá (Detran-PR), enquanto em 2016 foram aplicadas 618 autuações por esse tipo de infração, no ano passado esse número subiu para 1.431 – mais de 130%.

Para a Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), é difícil mensurar o que pode ter causado o aumento nas notificações, mas a melhor sinalização e a intensificação da fiscalização são apontados como possíveis motivos para o maior número de autuações.

Legislação

Desde novembro de 2016, a legislação ficou mais rigorosa para quem descumpre as regras de trânsito. A multa por estacionar em vagas de deficientes e idosos passou a ser considerada gravíssima e acarreta em sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), além de multa de R$ 293,47, mais que o dobro também da multa anterior, de R$ 127,69.

Paraná

No Estado, o número de multas aplicadas por estacionamento irregular nas vagas reservadas, sem o uso da credencial, caiu 6% nas vagas de pessoas com deficiência e se manteve quase estável, no caso das vagas para idosos, com ligeiro aumento de 0,1%.

Multa por estacionamento em vagas reservadas a PCD

2016: aplicadas 230 multas

2017: aplicadas 590 multas

Aumento de 156%

Multa por estacionamento em vagas reservadas a idosos

2016: aplicadas 388 multas

2017: aplicadas 841 multas

Aumento de 116%


Participe e comente