Maringá registrou, no último dia 13, a primeira morte no trânsito urbano em 2018. A vítima é Jorge Toda, de 89 anos, atropelado na Avenida Herval, Centro, no dia 12, uma sexta-feira.

O idoso, morador da Vila Esperança, estava a caminho do banco para pagar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), quando foi atingido por uma motocicleta por volta das 11h. O condutor da moto fugiu do local sem prestar socorro e até o fechamento desta reportagem não havia sido identificado.

Toda sofreu traumatismo craniano, foi socorrido por populares e uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) o encaminhou ao Hospital Universitário (HU). Ele foi transferido para o Santa Rita às 15h33, onde sofreu duas paradas cardiorrespiratórias, mas sobreviveu.

No dia seguinte, por volta das 9h, Toda sofreu outra parada cardiorrespiratória e, apesar dos esforços médicos, não resistiu.

Gilson Takeshi Toda, de 53 anos, residente em Indaiatuba (SP), é filho da vítima e registrou um boletim de ocorrência. A Polícia Civil buscará imagens de imóveis próximos ao acidente para tentar identificar o motociclista.

Conforme a família, o idoso morava na Avenida Morangueira, na Vila Esperança, com a mulher, e deixa também três filhos. Ele foi comerciante e atualmente era engajado na Associação Cultural e Esportiva de Maringá (Acema), onde participava de várias atividades, entre elas um grupo de taiko.


Participe e comente