um peão morreu na noite do último domingo (13), após ser pisoteado por um touro na 46ª Feira Agropecuária, Industrial e Comercial de Maringá (Expoingá). Giliard Antônio, de 24 anos, participava de uma prova de montaria em touros pela Monster Energy's Professional Bull Riding (PBR). Ele caiu, ficou com a mão presa ao touro - de uma tonelada -, e levou um pisão do animal. O jovem ainda tentou se levantar, mas em seguida caiu no chão, já desmaiado.

A equipe médica tentou reanimar o cowboy por aproximadamente 40 minutos, mas ele não resistiu e morreu. Segundo informações, o peão sofreu uma fratura de cervical e teve parada cardiorrespiratória após o acidente.

Giliard Antônio é considerado um dos melhores peões do Brasil, vencedor de vários títulos, liderou o campeonato de 2016 por diversos meses, e por último ficou durante mais de um ano parado devido a uma contusão séria que sofreu durante uma apresentação.

O peão era da cidade de Monte Belo, em Minas Gerais, e deixou a esposa e uma filha de um ano. Ele estava se preparando para uma competição nos Estados Unidos.

Em nota, a Professional Bull Riders (PRB) e a Sociedade Rural de Maringá (SRM) informaram a morte do jovem. "É com pesar que a PBR Brasil e a SRM informam o falecimento do competidor Giliard Antônio, 24 anos, de Monte Belo (MG), ocorrido durante a etapa da PBR, em Maringá, na noite de domingo, 13 de maio de 2018. Todos os procedimentos necessários foram tomados pela equipe médica no local. A PBR Brasil e a Sociedade Rural de Maringá estão dando todo o suporte à família do competidor. Pedimos aos fãs muitas orações".


RODEIO. O jovem Giliard Antônio, de 24 anos, morreu pisoteado por um touro no último domingo (13), durante rodeio na Expoingá 2018. —ALBERTO GONZAGA/PBR


Participe e comente