O saneamento básico e a baixa taxa de mortalidade por doenças crônicas estão entre os pontos que colocaram Maringá em primeiro lugar no ranking das melhores cidades do Brasil - pelo segundo ano consecutivo. O estudo realizado pela consultoria Macroplan aponta a Cidade Canção como a melhor entre os cem maiores municípios no País para se viver - considerando aqueles com mais de 273 mil habitantes e que, juntos, respondem por mais da metade do Produto Interno Bruto (PIB).

O estudo levou em consideração 15 indicadores em quatro áreas críticas para a gestão pública: segurança, educação, saúde e saneamento e sustentabilidade. Para cada área foram identificados os municípios de destaque, com as melhores posições e com as maiores evoluções. O índice parte de zero e aponta o melhor desempenho quanto mais se aproximar do número um. Maringá obteve a nota 0,748. O resultado do estudo foi retratado no Índice dos Desafios da Gestão Municipal (IDGM 2018) - criado pela consultoria Macroplan.

O município ocupa o segundo lugar entre as cinco melhores cidades brasileiras em saneamento e sustentabilidade, atingindo o índice de 0,972. O estudo aponta que 99% da população tem acesso a esgoto tratado - atrás apenas de Limeira (SP), que chega a 100%. Na cobertura de coleta de lixo a cidade está na quarta colocação, com 98% da população atendida.

Outro fator positivo que colocou Maringá no topo da pesquisa é que a cidade tem a terceira menor taxa de mortalidade por doenças crônicas não transmissíveis - 224 por cem mil habitantes -, com índice de 0,722. Maringá ocupa, ainda, a terceira colocação em saúde e a 17ª menor taxa de homicídios - 10 mortes por cem mil habitantes -, com a 30ª posição em segurança. Já em educação, o município ocupa a nona colocação, com índice de 0,626.

O prefeito Ulisses Maia atribui o "salto" que Maringá deu à fundação do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá (Codem) - um braço da associação empresarial e comercial da cidade, ao qual os candidatos a prefeito precisam adequar suas propostas em períodos eleitorais. "Tudo é discutido e cada ação é planejada e se insere num objetivo maior", diz Maia. A vocação para o trabalho em cooperativa também remonta à fundação da cidade. As áreas não tinham mais do que 10 alqueires, o que forçou os empresários e agricultores da cidade a se juntar. "Desde sua fundação Maringá sabe que, para se desenvolver, é preciso unir forças", enfatiza o prefeito.

TOP 10
De acordo com o IDGM 2018, veja os destaques do estudo da consultoria Macroplan entre os 10 municípios que entregam os melhores serviços para a população:

1º) Maringá (PR) 0,748
2º) Piracicaba (SP) 0,739
3º) São J. Rio Preto (SP) 0,738
4º) Jundiaí (SP) 0,733
5º) S. J. Campos (SP) 0,727
6º) Limeira (SP) 0,716
7º) Campinas (SP) 0,709
8º) Sorocaba (SP) 0,705
9º) Santos (SP) 0,698
10º) Franca (SP) 0,698


Participe e comente