• Uma caminhonete para cada 23 habitantes

  • Fábio Linjardi

 

Rafael Silva

Em 2010, o número de caminhonetes incorporadas à frota local só foi superado pela quantidade de carros

 


Maringá já foi chamada de "Dallas do Paraná". O que se vê nas ruas não decepciona quem gosta de comparar o município paranaense com a principal cidade do Texas, Estados Unidos. Para cada 23 maringaenses, há uma caminhonete em circulação.

Segundo o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), mês passado foram licenciadas na cidade 205 caminhonetes – média de seis por dia – contra 114 motos e 18 motonetas. Ao fim de janeiro, 15.235 caminhonetes circulavam com placa de Maringá. Trata-se da maior densidade de picapes entre as grandes cidades do Estado.

"É uma característica local. A cidade cresceu, mas tem forte ligação com o campo", diz o gerente de uma concessionária Gerson Dolemba. "Esse tipo de veículo traduz isso, é um sinônimo de virilidade", avalia. Os vendedores confirmam: cerca de nove em cada dez caminhonetes são vendidas para homens.

"Carro nunca mais"

O representante comercial Hugo Rosa, 31 anos, diz que a adesão a esse tipo de veículo é um caminho sem volta. "Quando eu for trocar vou pegar outra, lógico. Carro nunca mais", diz.

Solteiro, garante que o veículo não é um chamariz para as mulheres. "Não mudou nada, é a mesma coisa", despista. Mas não passa desapercebido – trata-se de um modelo com motor a diesel, tração nas quatro rodas e com mais de 5 metros de comprimento, por 2 metros de altura.

"Traz um status diferente", diz a vendedora de concessionária Juliana Ferreira, que até hoje só teve uma cliente mulher na venda da caminhonete. "O resto são homens, agricultores, médicos, advogados, todo o público."

O diretor da Secretaria dos Transportes de Maringá (Setran), Gilberto Purpur, diz que o tamanho avantajado das picapes só traz um problema para o trânsito: na hora em que ficam estacionadas nos canteiros centrais, das avenidas Brasil e Mauá. "Algumas não cabem na vaga, ficam com um pedaço na via", diz.

Seja pela segurança, robustez ou status, as vendas das picapes avançam na cidade. De cada 100 veículos em circulação pelas ruas de Maringá, seis são caminhonetes. Em todo o ano de 2010, Maringá ganhou 2.743 veículos desse tipo, contra 2.308 motos e 992 motonetas. As picapes só ficaram atrás dos carros, que tiveram aumento de 9.226 unidades no ano.

"Hoje se mudou o conceito de caminhonete, não é mais um utilitário, coisa só de dono de propriedade rural. Ela tem todo o conforto de um carro de passeio", diz o vendedor Marcos Guimarães.

O ano de 2010 foi de briga acirrada em Maringá, na comparação das vendas de picapes com motos e motonetas. Para cada sete automotores de duas rodas, foram vendidas seis caminhonetes no ano. Em quatro meses de 2010 – maio, julho, agosto e dezembro – o licenciamento de picapes foi superior ao de motos – assim como em janeiro deste ano.

Não confunda

Entende-se como caminhonete o veículo para transporte de cargas, com capacidade de peso bruto total de 3,5 mil quilos. Já os veículos onde passageiros e cargas podem simuntaneamente o mesmo compartimento, são classificados pelos órgãos de trânsito como camionetas – popularmente conhecidas como utilitários esportivos ou SUVs (do inglês Sport Utility Vehicles).

A semelhança entre os dois nomes já gerou confusão até no Detran do Paraná. Desde o ano passado, o número de camionetas têm diminuído nos relatórios mensais emitidos pelo departamento. "Os funcionários estão corrigindo os registros de caminhonetes que foram registradas como camionetas", diz Cícero Pereira da Silva, coordendador de veículos do Detran.

 

Saiba mais

Número de caminhonetes por grupo de 100 habitantes, nas principais cidades do Estado:

1º) Maringá – 4,2
2º) Curitiba – 3,9
3º) Cascavel – 3,6
4º) Londrina – 3,2

No Paraná – 2,9

Principais veículos automotores que compõem a frota de Maringá:
1º) Carro – 131.528
2º) Moto – 38.783
3º) Caminhonete – 15.236
4º) Motoneta – 14.680
5º) Camioneta – 8.119


Fontes: Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR) e Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

 

Nas ruas
238.640 veículos compõem a  frota de Maringá,  segundo o Detran-PR

Veja também

O portal odiario.com reserva-se o direito de não publicar comentários de conteúdo difamatório, calunioso e ofensivo. Os comentários não autorizados ficarão visíveis somente para os contatos/amigos da rede social do autor.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Shopping

Anuncie nos classificados de O Diário

Pague com:

Loterias

  • Números sorteados
  • 16
  • 29
  • 34
  • 35
  • 49
  • 51

Publicidade

Aviso importante: A reprodução total ou parcial de qualquer conteúdo (textos, imagens, infográficos, arquivos em flash, etc) do portal odiario.com não é permitida e, caso se configure, poderá ser objeto de denúncia tanto nos mecanismos de busca quanto na esfera judicial. Se você possui um blog ou site e deseja estabelecer uma parceria com odiario.com para reproduzir nosso conteúdo, entre em contato pelo e-mail parceria@odiario.com.

odiario.com 2010 © Todos os direitos reservados à Editora Central Ltda - odiario.com é um parceiro do IG Regionais.