As áreas quenianas que foram atingidas pela violência nas eleições estavam silenciosas neste domingo, enquanto muitas pessoas atendiam a serviços da igreja e a polícia patrulhava as ruas. Os pastores fizeram sermões apelando pela calma na comunidade Mathare, de Nairobi, onde os rebeldes lutaram contra a polícia.

Cenas semelhantes se desenrolaram em comunidade de Kibera, outro palco de confrontos. A cidade de Kisumu,dominada pela oposição, também estava calma, disseram testemunhas.

A polícia matou pelo menos 24 pessoas, de acordo com um grupo de direitos humanos.

Participe e comente