O assistente pessoal do presidente de Donald Trump, John McEntee, foi demitido ontem devido a uma questão não especificada sobre segurança, de acordo com fontes da Casa Branca.

McEntee era um dos assessores que vinha servindo Trump desde os primeiros dias da campanha presidencial e não era tão conhecido como outros assistentes do presidente americano, como Jared Kushner, genro de Trump e conselheiro sênior. McEntee garantia sempre que Trump tivesse canetas para autógrafos, entregava mensagens ao presidente na Casa Branca e, nos fins de semana, certificava-se de que os relógios na Casa Branca fossem ajustados.

"Não será bom para o moral", disse um funcionário da Casa Branca sobre a saída de McEntee.

O assistente foi removido dos terrenos da Casa Branca ontem à tarde, sem poder recolher seus pertences. De acordo com fontes, ele foi embora sem, inclusive, poder pegar seu casaco.

A razão pela qual McEntee foi demitido não ficou exatamente clara. Ele teria sinalizado a colegas que havia um problema em seu histórico. Fonte: Dow Jones Newswires.


Participe e comente